FAMOSOS

Defesa de Roseli Viana, mãe de Nego do Borel, diz que ela recebeu indiciamento por agressão à enteada "com muita tristeza"

Roseli foi acusada de agredir enteada de 8 anos de idade

Nego do Borel e Roseli Viana - Reprodução/Quem
Nego do Borel e Roseli Viana - Reprodução/Quem

Redação Publicado em 08/06/2021, às 11h04

Roseli Viana, mãe de Nego do Borel, foi indiciada pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) por crimes de maus tratos e lesões corporais contra sua enteada de 8 anos de idade. Alex Alves, seu companheiro atual, também foi indiciado. A assessoria de comunicação da Polícia Civil do Estado do Rio confirmou a informação à Quem.

A advogada de Roseli, Elizabeth Medeiros, disse à Quem: "A Roseli e o Alex receberam com muita tristeza a informação do indiciamento. Eles seguem confiantes no esclarecimento dos fatos e com a certeza de que serão inocentados de todas as acusações".

Roseli também foi procurada pela publicação, e disse: "Isso tudo está só começando. Como eu já disse antes, toda a verdade irá aparecer. Minha enteada não saiu daqui machucada e em momento algum eu vim a machucá-la. Temos uma relação incrível de amigas, tenho muitas provas disso e estou com o meu coração tranquilo. Primeiro porque eu creio em um Deus que nunca falhou e nuca se atrasa, para tudo tem seu tempo. E depois eu creio também na nossa advogada, a Dra. Elizabeth Medeiros. Tudo vai ficar bem em nome de Jesus. E eu não preciso nem falar. Se as pessoas quiserem, fiquem de longe observando a nossa interação e tirarão suas conclusões sobre essas acusações".

A Polícia Civil afirma que as agressões foram constatadas no dia 24 de maio, através de um laudo do IML, com depoimento da enteada à policiais e por declarações contraditórias de Roseli e Alex, que negaram as acusações. Segundo o exame, as lesões eram mais antigas e não poderiam ter sido causadas pela mãe da menina durante o fim de semana.

A investigação diz que a enteada contou para sua mãe que, ao falar com o pai sobre as agressões sofridas por Roseli, ele também a agrediu. O Conselho Tutelar disse que a mãe da menina acionou o órgão no dia 10 de maio. As agressões teriam sido motivadas pelo uso de um shampoo.

Comentários