TV

Homem é condenado à morte por levar "Round 6" em pen drives para a Coreia do Norte, afirma site

Homem foi responsável pela venda de pen drives com a série, da Netflix

Plataforma de streaming não opera na Coreia do Norte e pen drives foram levados de maneira ilegal - Reprodução / Netflix
Plataforma de streaming não opera na Coreia do Norte e pen drives foram levados de maneira ilegal - Reprodução / Netflix

Redação Publicado em 24/11/2021, às 09h44

Um homem levou pen drives com a série sul-coreana, Round 6, da Netflix, para entrar na Coreia do Norte e foi condenado à morte após vender os objetos com o conteúdo. A plataforma de streaming não opera no país, motivo pelo qual o homem levou a série de maneira ilegal.

As autoridades conseguiram chegar ao rapaz depois que sete estudantes foram flagrados assistindo à produção, o que o atribuiu à difusão do conteúdo, segundo o grupo de radiodifusão norte-americano, Radio Free Asia. Saídos da China, os pen drives foram carregados para a Coreia do Norte ilegalmente.

O responsável pela venda dos pen drives será executado por um pelotão de fuzilamento. Já o estudante que chegou a comprar um dos dispositivos de armazenamento foi condenado à prisão perpétua, além de mais seis estudantes que também assistiram à série, que podem passar cinco anos em trabalhos forçados.

Na escola onde Round 6 foi assistido, funcionários e professores foram demitidos e serão realocados para trabalhos em "minas remotas". 

A produção conta a história de pessoas com dificuldades financeiras que aceitam participar de um campeonato, com jogos infantis mortais, com a esperança de ganhar o prêmio bilionário. A série tornou-se um dos maiores conteúdos assistidos na plataforma. 

Comentários