FAMOSOS

Viúva de Domingos Montagner comenta emoção ao ajudar com biografia do ator

Luciana Lima relembrou histórias de Domingos e de como se conheceram

Oswaldo Carvalho é responsável pela obra de Montagner, morto em 2016 - Foto: Reprodução / Instagram
Oswaldo Carvalho é responsável pela obra de Montagner, morto em 2016 - Foto: Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 10/05/2022, às 08h56

Viúva de Domingos Montagner, Luciana Lima falou sobre a emoção de participar da biografia do ator, escrita por Oswaldo Carvalho. Em "Domingos Montagner — O espetáculo não para", ele relembra histórias de Domingos. 

Ao Extra, o autor da obra revelou o desafio para escrever: "Todos que eram próximos ao Domingos foram muito generosos comigo, e, a partir do “ok” para fazer esse projeto, eu só pensava: “Meu Deus, que responsabilidade", disse.

Ele ouviu mais de 80 depoimentos para contar a história, entre parentes, amigos, além de artistas, coletou fotos e também chegou a visitar a casa de Montagner. Carvalho ainda recebeu ajuda de amigos como Fernando Sampaio, Francisco, irmão do ator, e Luciana Lima. Ela desabafou e comentou sobre como se sentiu em relação à obra: "Confesso que quando entrou no capítulo sobre como a gente se conheceu e o nascimento dos nossos filhos, fiquei mexida."

"O livro também traz coisas da infância dele que eu só conhecia de roda de churrasco. A gente vai encaixando peças do quebra-cabeça e vendo uma imagem mais nítida da pessoa. É muito gostoso e bonito isso", diz ela, que também afirma ser um processo constante ao relembrar memórias. Domingos fundou a companhia circense La Mínima e ajudou a fundação do Circo Zanni. "Esse visitar (o passado) vem num âmbito de agregar, ficar mais próximo. Nunca em tom de pesar e lamentação.  Meses depois da passagem do Domingos, produzimos os 20 anos da companhia."

Luciana prosseguiu: "Na sequência, já veio o livro. Isso tudo é um processo de cura. Transfere a dor física para um lugar de saudade, da memória, uma parte mais sensorial. Sentir a presença, ser mais intuitiva para que a gente possa continuar essa comunicação e seja sempre presente". Ela também relata que relembrar as memórias funcionou como terapia para ela, que enalteceu a obra de Oswaldo. "A ideia do livro veio para registrar esse legado do Domingos de uma forma mais consistente. Mostrar para as pessoas que ele não foi só o galã de novela."

"Teve toda uma trajetória incrível de vida, um significado na arte, no circo não só enquanto artista, mas enquanto criador, produtor, pessoa política e social. Aos amigos, familiares, fãs fica um registro para a vida", finalizou. Com o ator, Luciana teve três filhos, Leo, de 18 anos, Antonio, de 15 anos, e Dante, de 11 anos.

Comentários