FAMOSOS

Ivete Sangalo é elogiada por Daniel Cady ao comentar chegada dos 50: "Está gatíssima"

Ivete Sangalo completará 50 anos no dia 27 de maio

Cantora fez um desabafo sobre vitalidade e como mantém disciplina - Foto: Reprodução / Instagram
Cantora fez um desabafo sobre vitalidade e como mantém disciplina - Foto: Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 09/04/2022, às 11h09

Ivete Sangalo falou sobre a chegada dos 50 anos, que será celebrado no dia 27 de maio, e foi elogiada pelo marido, Daniel Cady, durante uma live realizada no YouTube. 

Em seu canal, os dois conversaram com os internautas e o nutricionista elogiou a cantora: "Essa gatíssima está fazendo 50 anos esse ano. Não é porque é minha mulher, mas ela tem uma disciplina, uma força de vontade, um equilíbrio. Isso vai levar a ter saúde, mas ela tem o jeito dela de enfrentar as coisas, de ser quem ela é."

"E tem também, essa coisa belíssima, a pele, a musculatura", disse. Ivete fez, ainda, uma reflexão sobre sua vitalidade e a maneira como lida com a disciplina. "Minha energia física e emocional determinam tudo o que sou. O que eu quero? Quero ter essa energia. Quero que as pessoas quando me assistem no show, digam assim: "Rapaz, essa mulher..." Inclusive, já tiveram vários momentos em que as pessoas duvidaram. Poucas pessoas, em momentos muito pontuais, duvidaram da minha energia física. Será que ela tinha relação com alguma droga? Será que toma coisas para entrar no palco? E, na verdade, meu movimento é uma coleção de hábitos que geram essa energia que eu acho sensacional."

Sangalo prosseguiu: "E também da minha relação com meus filhos, da minha paciência (...) Eu acho que quando você vai se nutrindo, se cuidando, você tem mais para dar para você, para quem você ama". Ela também comentou da relação com a aceitação da passagem do tempo e sua relação com o corpo. "As pessoas falam: "Ivete, quero ficar com as suas pernas!" Minhas pernas sempre foram lindas, mas estão flácidas. Porque não tem como. Para o que elas eram... Não tem problema. A tendência é que minhas pernas não tenham o mesmo tônus que tinham dez anos atrás.

"(...) Mas o mais importante é que, com tônus ou sem tônus, há relação com a atividade física, com o trabalho, com a vontade de ter energia, de ser a minha melhor versão", admite. A cantora ainda fala como costuma enxergar a alimentação e disse que sua origem humilde fez com que ela acreditasse que precisava comer o máximo que pudesse. "Meu pai se casou com a minha mãe. Eram duas pessoas sem recursos, pobres. Eram duas figuras de muita força, inteligentes, hábeis, mas tinham uma origem muito humilde."

Ivete concluiu: "E meu pai não tinha comida para comer na casa dele. Eram 11 filhos ao todo, na casa do pai. E da minha mãe eram 13 filhos. E o pai dele veio da Espanha para cá, fugido. E quando eles tinham a infância, a adolescência, existia a privação."

Comentários