FAMOSOS

Camilla Camargo elogia Zezé, seu pai: "Minha família está bem de genética"

Ela brincou: "Daqui a pouco estou mais velha que ele"

Zezé di Camargo e Camilla Camargo - Reprodução/Instagram@camilla_camargo
Zezé di Camargo e Camilla Camargo - Reprodução/Instagram@camilla_camargo

Redação Publicado em 05/07/2021, às 13h27

Camilla Camargo usou seu perfil no Instagram para compartilhar um vídeo no qual elogia o pai, Zezé Di Camargo, filmado durante o batizado de sua filha, Julia, de pouco mais de três meses de vida.

No vídeo, Camilla elogia o pai, que está com 58 anos de idade: "Me deu a honra de sua presença. Minha família está bem de genética. É meu pai, e daqui a pouco estou mais velha que ele", diz ela, de 38 anos.

"Acho que já tenho mais rugas no canto do olho do que ele. Faz botox, pai?", perguntou; Zezé prontamente negou. Camilla então completa: "E meu pai não pinta o cabelo", e Zezé mostra os fios embaixo do boné.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Mafalda Mc (@mafaldamc2019)

 

Recentemente, Camilla decidiu rebater internautas após ter perdido seguidores por demonstrar apoio à comunidade LGBTQIA+ ao celebrar o Dia Internacional do Orgulho, celebrado no dia 28 de junho. 

Nos stories publicados em seu Instagram, Camilla comentou: "Eu só quero dizer uma coisa. Se postar, que nem eu postei aqui, uma foto a favor de pessoas LGBTQIA+ me faz perder seguidores, gente, não tem problema. Que assim seja, porque aqui é um Instagram de amor, de respeito, de carinho, de deixar os outros livres para cada um ser o que é e o que quer."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Mafalda Mc (@mafaldamc2019)

 

Ela prosseguiu: "Aqui eu cuido da minha vida e quero que vocês cuidem da sua, com consciência, com amor. Cada um sabe o que é melhor para si". A atriz também desabafou, mandando um recado aos seguidores, revelando que não irá tolerar qualquer forma de preconceito em suas redes sociais, rebatendo os seguidores que justificam homofobia com religião e passagens da bíblia."

"Eu não vou passar a mão em homofobia, machismo, racismo, preconceito. Vou passar a mão e dar carinho, dar amor, a quem dá e retribui amor. Mais uma coisa, falar de Deus e de religião para julgar e apontar o dedo. Se tem uma das palavras mais importantes da bíblia, é exatamente não julgar e amar ao próximo como a si mesmo. Ele não faz distinção de quem. Cada um lê a bíblia e coloca os segmentos de Deus a sua maneira", explicou a atriz.

"Para mim, Deus é amor. Deus não julga, Deus não aponta, Deus ama seus filhos todos iguais", finalizou.

Comentários