Cenapop
TV

Atriz acumulou mais de dez papéis em 'Salve-se Quem Puder' por conta da pandemia

Cris Probba participou do elenco de apoio, que precisou ser reduzido

Policial civil, Cris gravava quase todos os dias, durante cinco meses
Policial civil, Cris gravava quase todos os dias, durante cinco meses - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 25/05/2021, às 09h06

A atriz Cris Probba acumulou mais de dez papéis na trama 'Salve-se Quem Puder' por conta da redução do elenco de apoio na pandemia da Covid-19, e falou sobre sua paixão pelas artes cênicas. 

A policial civil, que trabalha em uma delegacia na Zona Sul do Rio, contou sobre sua rotina em conversa com a coluna de Patrícia Kogut: "Eu gravava quase todos os dias, durante cinco meses. Mudava o cabelo sempre. Fazia de cabelo preso, solto, óculos, com roupa de ginástica, roupa elegante."

"Transitei em muitos núcleos e ajudei a contar a história de várias maneiras", revelou. Cris disse que acabou descobrindo sua paixão pelas artes cênicas durante a faculdade de Direito, assim que entrou para um grupo de teatro amador. Após passar no concurso para a Polícia Civil do Rio, ela encontrou uma oportunidade para ter um trabalho fixo e investir em um segundo trabalho:

"Em ambas as profissões lido com vidas e histórias. Para mim não são trabalhos distantes, e sim complementares. Na arte tento trazer tudo isso que eu aprendo na vida. No teatro, você reproduz as dores, alegrias e tragédias humanas. E nada como beber dessa fonte. Por mais doloridas que sejam as histórias. Eu procuro não julgar ninguém, não é o meu papel", completou.

Além da TV, a atriz também trabalhou no teatro e no cinema, como em 'Anima Sola' (2015), 'Love, Rock and Blues' (2018) e na websérie 'Cafetão', que está disponível no Youtube. 

Comentários