FAMOSOS

Irmã de Anderson acusa MC Maylon de procurar fama ao acusá-lo de estupro : "Nítido que é alpinista social"

Riane Oliveira deu uma entrevista à Quem onde falou sobre a situação

Anderson, Riane e MC Maylon
Anderson, Riane e MC Maylon - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 19/02/2021, às 11h47

Riane Oliveira, irmã de Anderson Leonardo, vocalista do Molejo que foi acusado de estupro por MC Maylon, deu uma entrevista à Quem na qual falou sonbre o caso envolvendo o irmão.

A pedagoga prestou depoimento no dia 10 de fevereiro, na 33ª DP (Realengo), no Rio de Janeiro como uma das testemunhas, e disse que mantinha uma relação "normal" com Maylon: "Nós nos falávamos e ele fazia questão de ter uma amizade comigo. Sempre dizia me amar, gostar muito de mim."

Ela diz que conheceu o dançarino em um show do irmão: "A partir dali trocamos telefones e iniciamos conversas, porque ele forçava uma amizade". Ela desmentiu boatos de que tenha falado que ele era apaixonado por ela: "Ele não era apaixonado por mim. Dizia, sim, me amar, mas acredito que no sentido de amizade. Só que ele tentou me beijar no dia 11 de dezembro, quando saímos. Inclusive beijou uma menina lá e demonstrou interesse por um amigo meu, mas também foi repelido. Como já mostrei em alguns prints, ele queria ter relações com alguém naquela noite."

Riane diz que Maylon nunca contou a ela que era virgem, como ele disse à polícia: "Pelo contrário. Ele falou que se relacionou com algumas pessoas, inclusive famosos". Ela acredita que o rapaz esteja tentando ganhar visibilidade com a situação: "Acho que ele é fanático pela fama, está nítido que é um alpinista social. E uma pessoa completamente sem limites."

Ela diz que nunca soube de nenhuma relação entre o irmão e o dançarino, e nem que ele tratava Anderson como um "pai": "Pai? Todos chamam o Anderson assim no futebol, tem um bordão que eles utilizam: 'papai é Pelé'. Então o menino também chamava, assim como outras pessoas."

A pedagoga afirma que não sabia da bissexualidade do irmão: "Não sabia. Até porque isso é algo que diz respeito somente a ele. Nunca fui invasiva a ponto de questionar sobre sua sexualidade, eu e ninguém tem nada a ver com isso."

De acordo com ela, toda a família está abalada com o caso: "Nunca poderíamos imaginar que uma pessoa teria a capacidade de tentar destruir alguém com tantas mentiras, calúnias e difamações, coisas que não procedem. Esse menino não tem noção do quanto ele nos feriu. Minha mãe passa mal todos os dias, quando vê algo, quando sai alguma notícia. Ele não só está tentando prejudicar uma pessoa, mas sim várias pessoas ao seu redor."

Comentários