FAMOSOS

Ex de Phil Collins, em meio a divórcio turbulento, coloca discos de ouro do músico à venda por R$ 500

Orianne colocou vários discos de ouro e prêmios acumulados em leilão na internet

Orianne também colocou à venda grande parte de sua coleção de mil pares de sapatos e troféus do músico - Reprodução/Instagram
Orianne também colocou à venda grande parte de sua coleção de mil pares de sapatos e troféus do músico - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 27/01/2021, às 09h53

Ex-esposa do músico Phil Collins, Orianne Cevey decidiu colocar diversos discos de ouro e prêmios acumulados por Phil em leilão na internet. Segundo o New York Post, ela está pedindo por US$ 100, equivalente a pouco mais de R$ 500, por cada disco recebido por ele. 

Orianne chegou a levar os itens com ela da mansão em Miami, onde morava com o novo marido até 21 de janeiro deste ano, que pertence ao músico, e os colocou à venda. Um dos principais motivos pelo divórcio turbulento do ex-casal, é avaliado em R$ 183 milhões. 

Orianne colocou os itens no site de leilões virtuais Kodner Galleries. Por serem o foco da disputa judicial entre os dois, é possível que as vendas não cheguem a ser concluídas. Ela está pedindo US$ 100 por um disco de ouro que Phil recebeu por seu trabalho como produtor no álbum "The Principle of Moments', de seu amigo Robert Plant. Uma caixa batizada pela sua ex de 'Várias Prêmios de Phil Collins' também está à venda. 

Além disso, Orianne também está vendendo diversas bolsas, roupas, joias, relógios e coleção de selos raros de Phil por preços que chegam a custar US$ 50, equivalente a pouco mais de R$ 250. Um assessor da ex do músico brincou, após ser procurado pelo jornal: "Ela está se mudando para uma casa menor e quer se livrar de algumas coisas que não usa mais. Só de sapatos são mais de cinco mil pares e ela só tem dois pés". 

Os dois se casaram em 1999 e tiveram dois filhos. Eles se separaram em 2006 e, em 2008, ela teria recebido um acordo de divórcio avaliado em US$ 46,7 milhões. O ex-casal chegou a voltar a morar junto em 2016, mesmo não se casando novamente. 

Comentários