Thais Carla, a gorda bailarina, chora ao relatar série de ataques preconceituosos: “O mundo precisa de amor”

Thais Carla chorou ao relatar série de situações preconceituosas pelas quais passou no último final de semana - Foto: Reprodução/ Instagram

Thais Carla chorou ao relatar série de situações preconceituosas pelas quais passou no último final de semana – Foto: Reprodução/ Instagram

Thais Carla, a gorda bailarina – como ela mesma se descreve na web –, usou seu Instagram Stories, na noite do último domingo (03/02), para fazer um triste desabafo.

Na rede social, Thais contou que foi “violentada” ao sair de casa para visitar o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, pela manhã, e aproveitou para relatar em vídeo uma série de ataques gordofóbicos que sofreu em outras ocasiões durante o dia inteiro.

“Povo, apareci! Hoje, como qualquer outro dia, fui bem violentada no meio da rua. Mas hoje parecia que estava pior, sabe? Não sei, não entendi muito bem o que aconteceu, de fato”, começou.

“Tinha um cara passando, vendendo abacaxi, e falou assim: ‘Abacaxi, abacaxi, cinco por dois. Pode comer à vontade, porque emagrece’, isso no microfone. ‘Escutou, senhora?’. Tipo, só tinha eu na rua. Passou, mas fiquei sem reação”, continuou.

Na sequência do vídeo, Thais continua a falar sobre outras ocasiões na qual foi vítima de pessoas preconceituosas:

Thais Carla chorou ao relatar série de situações preconceituosas pelas quais passou no último final de semana - Foto: Reprodução/ Instagram

Thais Carla chorou ao relatar série de situações preconceituosas pelas quais passou no último final de semana – Foto: Reprodução/ Instagram

“Depois, eu fui pegar um dinheiro, e uma senhora virou para mim e falou assim: ‘Você não gostaria de emagrecer? Está abrindo vaga no SUS’. Eu falei assim: ‘Não moça, estou muito bem assim’. E ela me respondeu: ‘É impossível ser feliz gorda, meu amor. É impossível’. Assim, mesmo, sabe? Com um ódio”, disse, com os olhos já lacrimejando.

O dia de Thais ficou pior ainda quando ela resolveu pegar um ônibus para ir até o shopping encontrar sua mãe:

“Fui pegar um ônibus, e um senhor sentou do meu lado e começou a me apertar. Eu falei assim, ‘o senhor está incomodado?’. E ele: ‘Se você fosse mais magra, eu não estaria te apertando’. Eu levantei e deixei ele sentado sozinho, não vou discutir”, explicou.

Apesar de ter passado por situações difíceis, Thais contou que ficou triste de verdade após ver um casal gay que estava com uma criança ser vítima de preconceito:

“O ápice para mim, que eu fiquei muito chateada… Tinha um casal gay, dois caras, com uma criança. Tinha gente falando alto. Sabe, eu estava perto. Cutucando, falando; ‘será que eles roubaram a criança?’. Isso, o casal se sentindo oprimido. Todo mundo olhando para a cara deles. Então, virei e falei: ‘Está tudo bem. Vocês não tem que sair daqui por causa disso, não’. Onde vamos parar com esse preconceito?”, disse Thais, com lágrimas nos olhos.

No final do vídeo, a bailarina fez um apelo por mais amor:

“Acabou o meu dia. Não foi comigo, mas acabou com o meu dia. Aceitem as pessoas como elas são! Não estou chorando só por mim, não. Aquele casal dando amor para a criança. Eu me pergunto por que a gente não pode ser mais amor, simplesmente olhar para o próximo e falar: ‘Que maravilhosas aquelas pessoas são’? Acabou com o meu dia. Por que as pessoas se intrometem tanto na vida das outras? As pessoas só querem ser felizes, e vocês estão incomodados. Eu fiquei me sentindo tão mal com aquele casal, estavam dando amor a uma criança, vivendo a vida deles, não pedindo nada a ninguém”, desabafou.

Veja abaixo.

LEIA MAIS

Vídeo: O casório de Laura Neiva e Chay Suede
Safadão vai cantar no aniversário de Neymar
Isis Valverde exibe barriga sequinha
Viviane Araújo sensualiza em banho de piscina
Carol Dieckmann toma banho de mangueira
Gracyanne mostra nova manobra no pole dance

Veja mais notícias de Famosos.