Cenapop
TV

Ator mirim de Mulheres Apaixonadas estuda cinema e diz que é “muito tímido” para voltar às novelas

Victor Cugula fez o menino Lucas em Mulheres Apaixonadas
Victor Cugula fez o menino Lucas em Mulheres Apaixonadas - Foto: TV Globo e Arquivo pessoal

Redação Publicado em 03/09/2020, às 07h23

Intérprete do pequeno Lucas, filho de Helena (Christiane Torloni) e Téo (Tony Ramos), na novela Mulheres Apaixonadas (2003), Victor Cugula, atualmente com 24 anos, contou que a timidez o impede de atuar.

Longe da telinha desde 2005, o estudante de cinema – que tinha apenas 7 anos na época – disse que era abordado na rua por causa de seu comportamento na ficção:

“Eu achava engraçado quando as pessoas me paravam para dizer que eu era muito mimado, que eu tinha que respeitar mais a minha mãe, e eu tentava explicar para elas que não, que era só o meu personagem mesmo, que eu respeitava muito a minha mãe, que eu comia fruta na vida real, que não comia só bife com batata frita”, lembrou ele, ao jornal Extra.

Após uma participação em O Clone (2001) e, após Mulheres Apaixonadas, em Alma Gêmea (2005), Victor preferiu se afastar das novelas para estudar. Tímido, ele contou que gosta de atuar, mas que não sabe se conseguiria por causa da vergonha: “Acredito que hoje eu ficaria com muita vergonha. Tenho vontade de fazer um curso de teatro para me soltar um pouco mais, acho que estou um pouco preso. Mas eu voltaria a atuar porque eu gosto, mas não sei se a minha vergonha e timidez me permitiria fazer isso”, continuou.

Pouco parecido com o garoto da novela atualmente, Victor diz que algumas pessoas ainda o reconhecem pelo trabalho na novela de Manoel Carlos.

“Às vezes, quando eu estou conhecendo alguém, a pessoa fala que meu rosto é muito familiar, que me conhece de algum lugar, e isso aumenta quando as novelas reprisam. E as reações quando eu conto que fiz TV são sempre as mesmas, dizendo ‘nossa, você é aquele menininho’. Acho muito legal ver que as pessoas ainda lembram, mesmo após tanto tempo”, disse ele.
Durante as gravações, Victor se aproximou de Bruna Marquezine (Salete) e Tony Ramos, sua irmã e pai biológicos na ficção:

“Na época, eu a Bruna éramos muito amigos. Já nos conhecíamos antes da novela, então tínhamos uma relação. Lembro que as nossas mães andavam sempre juntas também. Depois a gente seguiu caminhos muito diferentes e nos afastamos. Mas éramos muito parceiros. Tony Ramos era um ator que eu gostava de ficar junto, ele me fazia rir muito. Era muito palhaço, como eu era criança, me divertia demais com ele. Além de ser um ator incrível, ele é um cara muito maneiro”, completou.

Comentários