Cenapop
FAMOSOS

Produtora da Playboy diz que usava cola de cílios para esconder clitóris das modelos

Kika Paulon contou detalhes dos bastidores dos ensaios nu

Kika Paulon foi produtora da Playboy por 7 anos
Kika Paulon foi produtora da Playboy por 7 anos - Foto: Reprodução/ Instagram@clubedavip

Redação Publicado em 26/02/2021, às 16h50

Produtora da revista Playboy por anos, Kika Paulon contou que algumas das musas que estamparam a capa da Playboy na última década da publicação usavam um truque insólito para fazer a vagina “parecer menor” nas fotos da revista.

Em conversa com Lucas Hit, do Clube da VIP, ela explicou que conheceu a técnica após ser contratada pela publicação.

“É verdade. Eu nunca tinha ouvido falar disso até chegar na Playboy… Na revista Trip não tinha nudez explícita, então eu não via esse tipo de coisa. Na Playboy, elas tiravam a calcinha e ‘caia um pedaço de carne’, parecia um mini pênis”, disse ela, rindo da situação.

“Fui atrás para saber, e me contaram que mulheres que tomam hormônio masculino para os músculos crescerem, ficavam com o clitóris desenvolvido e era uma coisa estranha. Não era bonito de se ver na Playboy… No Photoshop não dava para tirar, então armamos esse truque”, continuou.

“Nós usávamos cola para colar cílios, atóxica, transparente, que sai na água. Pedíamos para a modelo colocar o ‘negócio’ para dentro e então colávamos as ‘bochechinhas’ e seguravámos por 30 segundos, com luva de látex tudo certinho. Algumas eu apertava por um minuto. E segurava, só não podia entrar na água”, revelou ela.

No bate-papo, Kika contou que ficou surpresa com o número de mulheres que posaram para a Playboy que fizeram uso do artifício.

“Eu tinha uma caixa de luvas. Me surpreendi com o número de mulheres que tinham o clitóris enorme. Elas também tinham pelos mais longos, a voz mais grossa. Fiquei assustada, nunca tinha visto isso. Era estranho. Eu tentava mandar maquiador, mas ele chegava perto e quase vomitava. Tinha que ser eu”, disse.

A produtora ainda revelou que a “maquiagem” não era uma imposição da revista, e que as próprias modelos pediam para que ela desse um jeito em suas partes íntimas.

“Eu nunca forcei a barra, elas que pediam. Se eu percebia que era grande [o clitóris] e a modelo não falava nada, eu também não falava. Mas elas é que pediam, chegavam em mim e diziam: ‘olha, eu tenho uma coisinha…’. Eu dizia: ‘eu já sei o que é’”, explicou.

Mais truques dos bastidores

Na conversa, Kika abriu o jogo sobre a preparação das modelos para as fotos. Ela explicou que muitas vezes encostava uma latinha de refrigerante gelado nos seios das modelos, para que elas ficassem com os mamilos eriçados.

“A gente pegava a latinha muito gelada e colocava no seio da menina para ficar arrepiado, o que tivesse gelado na hora ia… Hoje eu dou risada, mas na época isso me deixou assustada”, contou.

Comentários