FAMOSOS

Modelo negra capa da Playboy é atacada após pintar cabelo de loiro: “Nunca vou esquecer”

Carolina Lekker expôs seguidores e suas mensagens de ódio

Carolina Lekker foi criticada por pintar cabelo de loiro e expôs seguidores - Foto: Reprodução/ Instagram@carollekker
Carolina Lekker foi criticada por pintar cabelo de loiro e expôs seguidores - Foto: Reprodução/ Instagram@carollekker

Redação Publicado em 09/02/2022, às 10h18

Capa da revista Playboy na África, Carolina Lekker, rainha da Unidos da Ponte neste carnaval, contou que recebeu uma porção de mensagens de ódio e ataques racistas após alisar e pintar o cabelo de loiro.

A modelo e influenciadora explicou que passou pela transformação para comemorar o sucesso de seu ensaio nu, e disse que “ficou em choque” ao receber tantos comentários negativos.

“Eu fiquei em choque com tantos comentários negativos sobre o meu cabelo”, desabafou. “Me acusaram até de apropriação cultural, mas nunca irei esquecer os comentários racistas”, continuou ela, que chegou a mostrar a mudança em vídeo.

“Me desculpe, mas mulher preta com cabelo loiro não combina”, disse um rapaz. “É peruca, né? Porque ficou feio”, criticou outra. “Tá usando cabelo loiro, isso é apropriação cultural”, disse mais um.

Carolina acrescentou que ficou surpresa com o tratamento: “Já recebi comentários de gente que não gostou do meu loiro, mas dessa vez as mensagens foram muito mais pesadas. Achei desnecessário”, completou.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Carolina Lekker (@carollekker_)

 

Comentários