FAMOSOS

Lulu Santos e Clebson falam sobre rotina com aula de violão: "Lulu é um péssimo professor"

Lulu contou sobre isolamento social e de gostar de ficar em casa

Cantor também está ensinando o marido a gostar de cinema
Cantor também está ensinando o marido a gostar de cinema - Reprodução / Instagram @lulusantosoficial

Redação Publicado em 14/06/2021, às 07h37

O cantor Lulu Santos e o marido abriram a casa ao jornal Extra e falaram sobre o isolamento social por conta da Covid-19 e a rotina do casal, que conta com aulas de violão para Clebson

Vivendo um casamento durante a pandemia, Lulu conta como lida com a quarentena: "Sempre estive muito pronto para o que está acontecendo agora. Não sou de sair, gosto muito da minha casa, do que eu posso fazer aqui dentro". Impossibilitados de correr na Lagoa, quando estão no Rio, ou até mesmo de caminhar até o Parque Lage, eles assistem filmes. Lulu também ainda está ensinando Clebson a tocar violão:

"Mas Lulu não é um bom professor, ele vai me matar (risos). Ele aprendeu sozinho, foi um processo longo. Tudo para ele parece simples. Então, ele tem todo o carinho, mas não tem didática para ensinar". Clebson, no entanto, é profissional em pescaria: "Estes dias, pela primeira vez na vida, comi uma tilápia fresca que ele pescou na represa da nossa casa na Serra", afirmou o cantor. Imunizado com as duas doses da vacina contra a Covid-19, ele fala do alívio de estar protegido, mas que a sensação de liberdade será apenas 'quando a administração conseguir vacinar pelo menos metade da população do país'. 

Os dois ainda falaram sobre os planos de dividir o mesmo teto, no Rio, durante a pandemia: "Moro neste apartamento há 21 anos, já passei por outros dois relacionamentos. Tinha 21 anos de entulho. Quando começamos a morar juntos, a primeira coisa que ele fez foi pegar sacos pretos e sumir com a carga de inutilidades", conta Lulu. Ele também falou sobre a transformação que Clebson fez no imóvel: "Transformou um cômodo que era um depósito no escritório dele, que é de uma limpeza!".

Ele prosseguiu: "Se incomodou com a lentidão do sistema de televisão, encheu o saco da operadora de telefonia, conseguiu descontos inacreditáveis. É um operador". O cantor diz que está vivendo uma adolescência tardia: "De nenhuma forma aos 15, 16 anos eu poderia de fato existir como sou. Filho de um militar, vivendo num regime de ditadura, estudando num colégio de padres, num ambiente masculino, não tinha a perspectiva de que o que eu observava internamente tinha representatividade."

"Tive um casamento com uma mulher - Scarlet Moon - durante 12 anos. Não estava tentando manter uma aparência. Na busca do afeto, achei interessante alguém interessado em mim e decidi retribuir. Estava cansado de desejar algo que não me era cedido". 

Comentários