Cenapop
FAMOSOS

Cíntia Dicker é elogiada por Luana Piovani, ex de seu marido, Pedro Scooby

Luana falou sobre educação de seus filhos

Cintia Dicker e Luana Piovani
Cintia Dicker e Luana Piovani - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 27/04/2021, às 17h03

Luana Piovani participou de uma entrevista no programa A Noite é Nossa que irá ao ar nesta quarta-feira (28), e falou sobre a educação dos seus três filhos: Dom (9), Bem e Liz (5). Ela também elogiou Cíntia Dicker, mulher atual de Pedro Scooby, seu ex-marido. A notícia é da coluna da Patrícia Kogut.

"É uma pessoa maravilhosa, e eu agradeço todos os dias a Deus por essa linda ter entrado na vida do Pedro, porque ela é de uma educação sublime. Eu fico muito feliz de ter a influência dela sobre os meus filhos", disse a atriz.

Ela também falou sobre a decisão de ter exposto nas redes sociais a falta de comprometimento de Scooby com os filhos: "Eu não estava ali de leviandade, falando mal de uma pessoa com quem estava com raivinha. Eu estava ali denunciando a falta de um pai sabendo que eu estava sendo a voz de 50% desse Brasil, que é feito de mães solo, com muito menos oportunidade do que eu, porque, graças a Deus, nunca me faltou nada. Eu chamei na chincha porque eu queria que os meus filhos tivessem um pai presente e comprometido. Não tem o que exima um pai da sua responsabilidade. Perdeu o emprego? Tá, mas a criança para de comer? Não! Então, querido, vai fazer bico. E aí eu expus, ele passou vergonha, pronto. Lavou, tá novo, e deu tudo certo".

Luana disse que já bateu nos filhos: "Eu sei que muitas pessoas vão me recriminar, mas eu sou humana também. Não acho certo, fico superculpada com isso. Mas boto de castigo, falo grosso, tiro celular, tiro skate. Tem que escovar o dente. Já passei sabão na boca porque estava falando palavrão e me faltou com respeito. Sou mãe linha-dura".

A atriz, que namora o empresário Lucas Bittencourt, diz que não pretende se casar novamente: "Tá super bom como . Eu não fico vislumbrando coisas futuras, sabe? Eu estou tão feliz que eu encontrei um homem como ele, com uma sagacidade, uma malemolência brasileira, gostosa, calorosa. E, ao mesmo tempo, um comprometimento e uma polidez europeia, britânica. Um homem extremamente educado, extremamente gentil, porém que gargalha alto, que gosta de rir, que gosta de gente. Enfim, eu acho que eu realmente me dei bem"

Comentários