FAMOSOS

Ator acusado de agredir ex diz que era mantido em cárcere privado

João Gana foi demitido do elenco de Verdades Secretas 2

João Gana mostra provas de que era mantido em cárcere privado - Foto: Reprodução / Instagram @joaogana
João Gana mostra provas de que era mantido em cárcere privado - Foto: Reprodução / Instagram @joaogana

Redação Publicado em 10/08/2021, às 10h45

João Gana, ator e modelo que foi afastado do elenco da novela "Verdades Secretas 2", após ser acusado por agredir sua ex-namorada, contou em uma entrevista para o jornalista Alessandro Lo-Bianco que terminou o namoro devido ao ciúme excessivo de sua ex. João ainda afirma que as brigas aconteciam por pedidos que ele postasse mais fotos e vídeos com namorada em suas redes sociais, o que não o agradaria, pois, o modelo usa os perfis apenas para fins profissionais.

O modelo explicou durante a entrevista que esses foram os motivos que intensificaram as brigas e que, quando decidiu deixar o apartamento, além de contrair covid-19, teria sido colocado em cárcere privado pela ex. "Ela escondeu a chave e me deixou trancado. Me torturou durante horas com o celular na minha cara tentando cavar uma agressão minha contra ela porque não queria gravar vídeos com ela para internet. Estava com Covid, falta de ar, ela saiu de casa e voltou dizendo que queria cuidar de mim, e logo em seguida ficou filmando mais de três horas. Foi quando tentei acertar com a mão o celular dela, e não ela. E foi o que eu fiz. Não agredi ela com tapas, acertei o celular que estava na mão dela para que ela parasse de me torturar com filmagens. Uma vez que ela não teve vídeos comigo para se promover, tentou de outra forma, por vias nefastas para aparecer e me prejudicar. Fui usado por ela", contou o ator.

A treinadora de boxe e instrutora de defesa pessoal feminina, Catarina Gana, mãe de João, também comentou sobre as acusações da ex-namorada do filho: "O peso é muito grande, é muito doloroso. Não cicatrizou, eu tinha quatro, cinco anos e isso se estendeu na adolescência. Eu vi minha mãe apanhar ao não fazer comida da forma que meu pai queria, eu via minha mãe apanhar por a roupa não estar lavada do jeito que ele gostava, eu via minha mãe apanhar porque ela reclamou que ele cantou Fulana ou Sicrana, eu vivi isso na pele... Isso durou até a nossa adolescência, até eu voar na frente e dizer para o meu pai: 'chega, não aceito mais'. Então ver meu filho hoje sendo acusado de agressão, um garoto que eu criei com amor, é doloroso demais. Eu ajoelhei todos esses dias e clamei pela vida do meu filho. Meu filho sofreu uma depressão muito forte, ele tentou tirar a vida. Saber que ele está sendo acusado de uma coisa que ele não fez - e isso está comprovado por áudios, fotos, prints, inclusive pelo laudo do IML - eu como instrutora, vou falar para vocês que as lesões apresentadas não condizem com violência doméstica. Não existem hematomas de tapas e socos, não existem sintomas de esganadura e muito menos de estupro".

O jornalista ainda teve acesso ao Termo de Declaração que foi prestado pelo ator. No documento consta que João teve um relacionamento amoroso com a ex por pouco mais de um ano. Eles moravam juntos e as contas do imóvel eram responsabilidades de ambos. João afirma na declaração que "desde fevereiro de 2021, no momento em que recebeu uma ligação da emissora Rede Globo sendo aprovado para um teste, o comportamento da companheira mudou, que passou a ter muito ciúme, e que ela passou a monitorar suas redes sociais desgastando cada vez mais o relacionamento". Ele ainda entregou imagens que constam agressões sofridas pela ex-namorada.

Comentários