FAMOSOS

Anderson Müller fala sobre relacionamento de 17 anos com médico

Ator afirma que perdeu seguidores com publicação

Anderson Müller e Paulinho estão juntos há 17 anos
Anderson Müller e Paulinho estão juntos há 17 anos - Foto: Reprodução / Instagram @mulleranderson

Redação Publicado em 17/06/2021, às 07h38

Em entrevista ao EXTRA, o ator Anderson Müller deu detalhes sobre seu relacionamento com o médico Paulinho, que veio à tona após uma publicação de Dia dos Namorados que causou burburinho na web. O casal, que está junto há 17 anos, não imaginou que o romance iria repercutir tanto.

O ator é pai da atriz Thaís Müller e do músico Thiago Müller com a atriz Marcela Muniz, e, sobre ela, disse: "Sou muito reservado. Estava querendo homenagear alguém como homenagearia a minha mãe. Achei muito louco a repercussão que deu. Não acho que isso seja uma coisa extraordinária. É algo muito comum. Se eu estivesse casado com a minha ex-mulher, faria a mesma homenagem".

Sobre o relacionamento, ele diz: "A gente é muito reservado, e as pessoas do nosso núcleo, do nosso convívio, levam isso de uma forma muito bacana".

Ele desabafa: "Achei lindo as pessoas comentando com carinho. O importante é o universo, o mundo, é o nosso país acabar com essa palhaçada, essa loucura de achar o que é certo, o que é normal e o que é anormal. O que é anormal é a mentalidade desumana que a gente está vivendo, isso é que é uma coisa fora do normal. Infelizmente, o Brasil ainda não é preparado, não é consciente para o que a gente pode falar ou deixar de falar".

Segundo ele, seu perfil perdeu vários seguidores devido a publicação: "O que eu fiquei indignado foi a quantidade de pessoas que parou de me seguir todas as vezes que eu fiz alguma homenagem a ele. Mas, ao mesmo tempo, a quantidade de mensagens bonitas que eu recebi, foi maior, e isso é muio legal".

Anderson disse que anda sem oportunidades de trabalho: "A gente está passando por um momento muito difícil, não só pela pandemia, mas pelo sistema do governo atual, que trata a relação com a cultura e com os artistas de uma forma muito agressiva, grosseira e desnecessária, porque a arte só faz o bem. E isso machuca muito todos nós, que trabalhamos para levar informação de uma forma leve e necessária, sem agredir ninguém. Eu tive, nesses últimos dois anos, uma coisa que nunca aconteceu na minha vida, e que acontece na vida de muitos colegas, que é a falta de trabalho. Foi uma coisa muio triste mesmo, a ponto de eu não abrir mão da minha profissão, mas ter que focar em outras coisas".

 

Comentários