CINEMA

Mulan: Aluguel do filme no Disney Plus terá tempo indeterminado para assinantes

O filme será lançado no aplicativo da Disney nas próximas semanas

Cena de Mulan, aposta da Disney para bilheteria em 2020 - Foto: Reprodução/ Disney
Cena de Mulan, aposta da Disney para bilheteria em 2020 - Foto: Reprodução/ Disney

Redação Publicado em 05/08/2020, às 20h56

Na tarde de ontem (05/08), a Disney surpreendeu o mundo inteiro ao cancelar a exibição do live-action de Mulan nos cinemas e colocar o longa para aluguel via on-demand em sua própria platafoma, o Disney Plus.

A decisão foi tomada por causa da pandemia do novo coronavírus, que causou atrasos no lançamento em praticamente todos os cinemas do mundo. Agora, chegam mais detalhes a respeito do aluguel do filme na plataforma.

Os assinantes do aplicativo da Disney poderão adquirir Mulan a partir do dia 4 de setembro, pagando a bagatela de US$ 29,90 (aproximadamente R$ 158), sem contar o valor mensal pago para ter acesso ao conteúdo exclusivo do Disney Plus.

O preço assustou muita gente, mas de acordo com o site Insider, representantes da Disney afirmaram que os clientes que escolherem ver o filme no conforto de sua casa poderão mantê-lo em sua programação pelo tempo em que permanecerem assinantes.

De acordo com o CEO Bob Chapek, Mulan ainda será exibido em cinemas selecionados no mundo inteiro onde as salas estiverem abertas.

A decisão da Disney de inserir o filme em sua plataforma não surpreende quando se tem em mente que, no último trimestre, a gigante do entretenimento relatou perdas de US$ 3 bilhões por conta da pandemia.

O conglomerado ainda estuda lançar outros filmes muito aguardados, como Viúva Negra e Os Novos Mutantes, dentro do Disney Plus caso a experiência com Mulan dê certo.

Os brasileiros, no entanto, terão de esperar. O Disney Plus chega ao país apenas em novembro.

Comentários