Além de Coringa: Conheça os 5 filmes mais lucrativos da história do cinema

Além de Coringa: Conheça os 5 filmes mais lucrativos da história do cinema - Foto: Reprodução

Além de Coringa: Conheça os 5 filmes mais lucrativos da história do cinema – Foto: Reprodução

Todo mundo está acostumado com a ideia de que os blockbusters é que rendem altas quantias para os estúdios de cinema, mas não é bem assim.

Um filme como Vingadores: Ultimato, por exemplo, custa milhões e milhões de dólares para ser feito. Neste caso em específico, o longa dos irmãos Russo que encerra a Saga do Infinito custou cerca de 356 milhões de dólares com o marketing já incluso.

Só o salário de Robert Downey Jr, intérprete do herói Homem de Ferro, custou 20 milhões para a Disney. Por isso, para que um filme desse tipo seja realmente lucrativo, ele precisa render ao menos três vezes mais o que custou. No caso de Ultimato, a meta foi atingida: atualmente o longa ocupa a primeira posição na lista de filmes com maior bilheteria nominal na história do cinema, com 2,798 bilhões arrecadados no mundo todo.

(E citamos bilheteria nominal porque, se corrigido pela inflação, o filme com maior bilheteria da história é …E O Vento Levou, de 1939, com 7,4 bilhões).

Um bom exemplo, também recente, é o de Coringa. O longa de Todd Philips arrecadou 1 bilhão nas bilheterias mundiais, mas custou “apenas” 40 milhões de dólares (o salário de Joaquin Phoenix, astro principal do filme e atual favorito ao Oscar de Melhor Ator, custou 4,5 milhões do orçamento, ínfimo perto de Downey Jr.) e com isso deu um lucro gigante para a Warner Bros, que bancou o trabalho.

Baseados nisso, nós fomos atrás da lista de filmes que mais geraram lucro na história do cinema, proporcionalmente falando. Ela é impressionante. Veja só:

 

5 – O Mariachi, 1992

Um músico, conhecido como mariachi, passa a ser perseguido por uma gangue local depois de ser confundido com um assassino que acabou de fugir da prisão – e que pretende aniquilar o seu antigo parceiro, um influente traficante de drogas da região. O Mariachi, de trama simplória e produzido por um Robert Rodriguez de apenas 23 anos de idade, conseguiu o feito de ser o filme mais barato da história a receber um lançamento comercial. Custou só 7 mil dólares e lucrou 2 milhões. Deu 14,485.20% de retorno na bilheteria e consolidou Rodriguez como um bom contador de histórias.

 

4 – A Bruxa de Blair, 1999

Em 1999, quando a internet ainda estava sendo popularizada, muitas pessoas começaram a receber o relato de um documentário que mostraria a aterrorizante história da tal Bruxa de Blair. Foi um dos primeiros virais da história, e acabou se tornando um filme de bilheteria gigantesca. O filme teve um plano de marketing audacioso que aproveitou o boom da internet, e também fez de tudo para que os atores tivessem a sensação de estarem perdidos em uma floresta ameaçadora, deixando a ficção ainda mais próxima da realidade. Com o custo de 600 mil dólares, A Bruxa de Blair conseguiu 248 milhões de bilheteria. Lucro de 20,591.67%.

 

3 – Super Size Me – A Dieta do Palhaço, 2004

Imagine você viver um mês inteiro comendo apenas fast-food três vezes por dia. Morgan Spurlock fez isso em 2004 e o resultado pode ser visto em seu documentário Super Size Me – A Dieta do Palhaço, onde ele mostra os efeitos nocivos que esse tipo de alimentação, sem exercícios físicos ou regulagem de dieta, pode fazer no organismo de uma pessoa. Por seu tema polêmico e que estava muito em alta nos anos 2000, o trabalho de Spurlock ganhou lançamento nos cinemas e rendeu US$ 29,5 milhões contra US$ 65 mil para ser realizado. O lucro, nesse caso, foi de 22,614.90%.

 

2 – Mad Max, 1979

George Miller criou a história de Mad Max no finalzinho dos anos 70 e foi um sucesso inesperado nos Estados Unidos e na Europa. Ao contrário do que muita gente pensa, o filme é australiano – colaborando para que outras produções daquele país ganhassem os cinemas na década de 80. A luta do policial Max Rockatansky contra uma perigosa gangue de motociclistas praticamente revelou Mel Gibson ao mundo e deu, além de três sequências – sendo a última em 2015 – um lucro formidável: custou US$ 200 mil e recebeu US$ 99,7 milhões nas bilheterias, com uma porcentagem de 24,837.50%.

 

1 – Atividade Paranormal, 2009

O topo do ranking ficou com esse pequeno filme de terror que deixou plateias do mundo inteiro de cabelo em pé por unir a simplicidade de sua produção com uma história super poderosa: logo após se mudarem para uma nova casa, Katie e Micah ficam intrigados com o que parece ser uma presença sobrenatural que está agindo sobre o lugar. O casal decide capturar o possível fenômeno em vídeo – e é claro que isso não é uma boa ideia. O longa dirigido por Oren Peli custou apenas 15 mil dólares para ser produzido e lucrou impressionantes 194,6 milhões. A porcentagem de lucro é exorbitante: 655,505.52%!

 

Portanto, Coringa é apenas mais uma aposta de estúdio que deu muito certo. Isso só é possível quando o filme tem uma história sedutora, que atrai o público em massa, e prova que não é preciso gastar rios de dinheiro para contar uma boa história.

 

 

Comentários