Crítica: Um Passado de Presente, filme da Netflix com Vanessa Hudgens, é boa adição ao catálogo

Crítica: Um Passado de Presente, filme da Netflix com Vanessa Hudgens, é boa adição ao catálogo - Foto: Reprodução

Crítica: Um Passado de Presente, filme da Netflix com Vanessa Hudgens, é boa adição ao catálogo – Foto: Reprodução

Um Passado de Presente, novo filme da Netflix, encarna o clichê dos filmes natalinos com os quais estamos acostumados há muito tempo. E isso não é ruim.

O filme, estrelado por Vanessa Hudgens (mais conhecida por sua participação em High School Musical), conta a história de Brooke, professora de ciências que acaba encontrando um cavaleiro do século 14 perdido em nosso tempo. Acreditando que ele está sem memória, ela decide ajudá-lo – mas a proximidade faz com que eles comecem a sentir atração um pelo outro.

Esse é o tipo de filme que causa a popular “comédia de choque”, ou “comédia de costumes”. O cavaleiro, interpretado por Josh Waterhouse, está perdido em nosso tempo e não consegue se acostumar com a modernidade e a sociedade atual. Esse é um dos truques da produção, que nos pega também pelo intenso carisma de seus protagonistas. Esse equilíbrio faz com que Um Passado de Presente seja uma boa adição ao catálogo da Netflix dedicado à festa de fim de ano.

Um Passado de Presente, portanto, é um filme que une o romance, a comédia e essa pitada de ficção com bastante classe, deixando ao fim essa pontinha de esperança tão necessária aos nossos dias atuais.

Veja a crítica completa:

Comentários