Cenapop
Crítica

Crítica | Castlevania – 3ª Temporada (Netflix, 2020)

Crítica | Castlevania – 3ª Temporada (Netflix, 2020) – Foto: Reprodução
Crítica | Castlevania – 3ª Temporada (Netflix, 2020) – Foto: Reprodução

Redação Publicado em 05/03/2020, às 20h10

Estreou nesta quinta-feira (05/03) a 3ª temporada de Castlevania, uma das animações adultas mais festejadas da Netflix. E, até o momento, este é o melhor lote de episódios da série.

Em um breve resumo, após os eventos da segunda temporada, Belmont e Sypha vão morar em uma vila cheia de segredos e Isaac embarca em uma jornada em busca de Hector. Novamente, a produção capricha na ambientação, não economizando na violência e na essência gótica da história, prendendo a atenção do começo ao fim.

A série, que é é inspirada no jogo Castlevania III: Dracula’s Curse, lançado pela Konami em 1989, mantém os elementos do game e amplia o universo da história para dar maior sustentação à produção. Méritos do roteirista Warren Ellis – que ficou conhecido por seus trabalhos ao lado de nomes como Garth EnnisAlan Moore.

Como sempre, a dublagem de Richard Armitage (Trevor), Alejandra Reynoso, (Sypha Belnades) e James Callis (Alucard) se mantém espetaculares – recomendando-se assistir, portanto, na versão original.

O parceiro Canal Cinco Tons fez uma resenha completa sobre a produção. Assista:

Comentários