FAMOSOS

“Procurar emprego aos 57 anos é desafiador”, diz Zeca Camargo, após 24 anos de TV Globo

“Estou procurando novos projetos. Fazer isso aos 57 anos é desafiador”, disse o apresentador

Fora da Globo após 24 anos, Zeca Camargo contou que quer continuar no jornalismo - Foto: Reprodução/ Instagram
Fora da Globo após 24 anos, Zeca Camargo contou que quer continuar no jornalismo - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 03/06/2020, às 10h43

Apresentador do É de Casa, da TV Globo, até pouco tempo, Zeca Camargo – que deixou a emissora após 24 anos de casa – contou que está procurando “novos projetos” na profissão.

Durante uma entrevista à rádio Kiss FM, na noite da última terça-feira (02/06), o jornalista falou dos planos para o futuro e elogiou o formato do Que história é essa, Porchat?, atração comandada por Fábio Porchat no GNT.

“A TV está mudando e enxergo isso com otimismo. Estou procurando novos projetos. Fazer isso aos 57 anos é desafiador. Trabalho para informar, não para doutrinar. Quando vejo o programa Que história é essa, Porchat?, no GNT, vejo que é tão simples e penso: ‘Por que eu não pensei nisso?’ (risos). Jornalista gosta de conversar, conduzir histórias”, explicou ele.

Atualmente com 57 anos, Zeca contou à rádio que também pretende tirar um tempo para viajar: “Já fui a 114 países. Nunca fui à Rússia, também não conheço Cuba... Agora, queria ir ao Irã”, revelou.

Ao falar sobre a profissão, o jornalista lembrou um entrevista que fez com Paul McCartney, e defendeu que é preciso ser muito profissional para não “misturar as bolas” na hora do trabalho.

“Jornalista não pode ser tiete e entrevistador. O jornalista, quando chega para entrevistar, está a trabalho. Se vai entrevistar a Lady Gaga, você não pode se colocar no lugar de um ‘little monster’. Você tem que se preparar para não escutar um comentário do tipo: ‘Quem é esse Zeca? Até eu faria uma entrevista melhor!’. Agora, quem é fã do Paul McCartney? O mundo! Não poderia decepcionar. E ele foi um gentleman. Ele é um artista com ‘A’ maiúsculo, porque também há artista com ‘a’ minúsculo por aí”, ressaltou.

Comentários