FAMOSOS

Paula Fernandes sobre a importância do Setembro Amarelo: "Muita gente ainda tem medo de falar sobre depressão"

Paula Fernandes contou sobre como enfrentou a depressão aos 18 anos

Cantora disse estar orgulhosa de ter vencido a depressão e de poder ajudar quem precisa - Reprodução/Instagram/@paulafernandes
Cantora disse estar orgulhosa de ter vencido a depressão e de poder ajudar quem precisa - Reprodução/Instagram/@paulafernandes

Redação Publicado em 10/09/2021, às 11h08

Paula Fernandes refletiu sobre a depressão e ressaltou a importância do Setembro Amarelo, afirmando que está orgulhosa de ter vencido a doença e de poder ajudar quem precisa.

Em conversa com o Gshow, a cantora diz conta sobre a importância de falar sobre o tema: "Eu acho muito importante vencermos esse tabu. Muita gente ainda tem medo de falar sobre depressão por medo de sofrerem preconceito ou discriminação."

Depressão é coisa séria e deve ser tratada da mesma maneira, mas falar abertamente sobre suas dificuldades, além de aliviar, mostrará o quanto normal você é diante de tantas pessoas que estão passando pelo mesmo problema neste momento.

Ao ser questionada sobre buscar uma ajuda profissional, ela explica: "

Tive muita resistência, mas minha mãe me levou ao psiquiatra. É muito importante ter uma avaliação médica adequada pra saber o melhor tratamento para cada caso. E no meu, aceitar o médico e que eu estava doente foi determinante para o início da melhora", disse. Ela ainda comentou sobre como falar sobre o tema. "Qualquer pessoa pode ter depressão, independente da idade, sexo, condição financeira. Depressão é algo dentro de você pedindo atenção. Te mostrando que algo está errado e precisa ser tratado."

"Não podemos ignorar o que nos dói independente do que for. A dor não pode medida e cada um tem a sua. Depressão, embora não possa ser vista, causa muito sofrimento pra quem sente e existe sim uma saída para todos. Depressão machuca, mas nos faz mais fortes também se for encarada como oportunidade e crescimento."

O mês mundial de prevenção do suicídio, iniciado em 2015, ajuda a conscientizar e sensibilizar a população sobre o tema. Para buscar apoio emocional e prevenção, basta discar 188

Comentários