FAMOSOS

Mãe de Nego do Borel nega que tenha agredido enteada de 8 anos de idade: "Meu coração está com um buraco aberto"

Roseli Viana prestou depoimento nesta quarta-feira (26) na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima

Nego do Borel e Roseli Viana - Reprodução/Quem
Nego do Borel e Roseli Viana - Reprodução/Quem

Redação Publicado em 27/05/2021, às 08h08

A mãe de Nego do Borel, Roseli Viana, está sendo investigada por suspeita de agressão à sua enteada, de apenas 8 anos de idade. Ela prestou depoimento na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima do Centro do Rio, nesta quarta-feira (26).

A criança teria sofrido "chineladas, arranhões e tapas", segundo acusações da mãe. Roseli nega ter agredido, e afirma estar em paz, pois "nunca encostou um dedo" nem em Nego do Borel, seu filho, "quem dirá no filho dos outros", disse ela à Quem.

Foi registrado nesta segunda-feira (24) uma suposta agressão que teria acontecido no dia 17 de maio. A menina e a mãe, GiseleTrindade, foram encaminhadas para realização de exame de corpo de delito, que comprovou escoriações. Ela é filha de Gisele com Alex Alves Gomes, que é casado com Roseli há 7 anos.

Roseli disse: "O que falar disso tudo? Cuido dela desde bebê. Tenho como uma filha. É uma relação de mãe mesmo, ela é uma filha que Deus me deu fora da barriga. Sempre tratei como se fosse minha filha. Mas, independente disso, sempre tive um amor enorme por ela. Moramos num lugar que só tem família. Os irmãos do Alex, os pais, todos vivem aqui em casa. Quando ela não está brincando com os primos, eles estão brincando aqui em casa. Nunca a agredi".

Ela diz que a menina é comportada: "Ela é de uma educação enorme, não dá trabalho nenhum. Para que eu ia fazer isso? Bater nela, dar chinelada e tapa? E seria difícil ela esconder chinelada porque é muito magrinha, ia ficar marcado, ela ia ficar com um hematoma. Isso é loucura".

"Quando conheci o Alex, ela ia fazer dois anos de idade. E a mãe dela estava indo embora para São Paulo. Ela não se adaptava lá. E o Alex ficou cuidando dela. Fiquei dois, três anos sem morar com ele. Depois é que fomos morar juntos. Mas até antes de morarmos juntos, eu já ajudava na educação dela e fazia parte da vida deles".

Roseli diz estar "arrasada" com as acusações, e que as trata como "calúnia, falsidade e mentira": "Ela gosta muito de mim, isso é o que está acabando comigo. Desde segunda, quando recebi a notificação, meu chão caiu. Temos uma amizade tremenda. Desde que ela era bebezinha, é como se fosse um presente de Deus na minha vida. Tudo o que não dei para o meu filho com a idade dele, hoje posso dar a ela: danone, biscoito. Nossa relação é a melhor possível".

"Se fosse outra pessoa, será que haveria essa denúncia? Nunca abandonei o meu filho, já catei papelão, vendi latinha para criar o Leno. Se tem uma criança que mora com o pai e a madrasta e conta para a mãe: 'mãe, Fulana me bateu'?, como mãe, você vai deixar sua filha ficar com ela? Eu jamais deixaria. Quando a vi, falei: 'filha, onde você está machucada?' Meu chão se abriu. A mãe dela sabe que eu cuido bem dela. Não existe nada de chinelada, tapa, arranhão".

"Ela passou a semana passada inteira comigo e foi uma semana maravilhosa. Nunca bati nela. Nem no dia 17 nem nunca. Ela foi para a mãe numa sexta. Ficou lá sexta, sábado e domingo. Quando saiu daqui, não estava machucada, não sei de onde surgiu essa agressão e esses machucados. Ela não se feriu quando estava comigo. Não sei por que a mãe dela está fazendo isso, deve ser falta de Deus. Porque já teve um momento em que ela me agradeceu por cuidar da filha dela. A avó materna dela também sabe o jeito que trato a neta dela".

Gisele afirmou em seu depoimento que Roseli jogou xampú nos olhos da menina, de propósito, mas ela nega: "Todo mundo sabe o meu tratamento com ela. Isso é uma tremenda mentira, não existe nada disso. A Justiça está nas mãos de Deus. Se eu realmente maltratasse ela, nesse exato momento ela não estaria aqui comigo. Ela está comigo por livre e espontânea vontade. Ela é um grude comigo. Essa história do xampu é outra mentira. Há dois anos não dou banho nela, só monitoro. Ela toma banho sozinha, penteia o cabelo sozinha".

"e sei que minha filha é maltratada em um lugar, não devolvo ela. Ela me deu a filha porque sabe que sempre cuidei muito bem dela. Nunca gostei de aparecer, sempre fiquei nos bastidores. O meu filho é meu amor e, quando soube disso tudo, me disse: 'mãe, você sabe que estou com você. A senhora ama ela e eu estou com a senhora'. Todo mundo sabe do meu relacionamento com ela. Tenho Deus e sei que está na mão d'Ele. Meu coração está com um buraco aberto. Não dá para entender tudo isso. Estou sem comer e dormir desde segunda. Estou muito abalada".

Comentários