FAMOSOS

Após cirurgia de mudança de sexo, Jessica Alves quer perder a virgindade

"O problema é que ainda não tenho ninguém no meu radar. Eu quero que o dia seja mágico e especial"

Jessica Alves fez recentemente a cirurgia de ressignificação sexual, realizada na Tailândia - Reprodução/Instagram@jessicaalves
Jessica Alves fez recentemente a cirurgia de ressignificação sexual, realizada na Tailândia - Reprodução/Instagram@jessicaalves

Redação Publicado em 22/02/2021, às 09h43

Jessica Alves anunciou recentemente que passou pela cirurgia de mudança de sexo. Agora, ela revelou que evitou relacionamentos homossexuais enquanto era homem, e já que passou pela cirurgia, espera perder a virgindade com alguém especial.

Ao site Daily Mail, a apresentadora - que se submeteu a uma vaginoplastia peniano-peritoneal que durou 6 horas, falou sobre as dificuldades que passou durante o processo.

"Quando comecei minha transição após minha viagem para a Tailândia em 2019, muitas pessoas pensaram que era uma manobra de imprensa simplesmente porque muitas pessoas não me levavam a sério. As pessoas presumiam que eu era viciada em cirurgia plástica quando, na verdade, estava tentando me encontrar e descobrir quem eu realmente era!"

Ela deu alguns detalhes sobre seus relacionamentos, e disse que nunca namorou um homem gay pois seu "cérebro sempre foi feminino": "Me lembro que quando era criança costumava vestir as roupas da minha mãe e dançar pela casa e era quando era feliz. Ainda estou curando, mas já tenho uma vagina e ela está perfeita. O Dr. Kamol do hospital Kamol tem um catálogo de seu trabalho. Tenho 37 anos e escolhi uma vagina que parece jovem - o equivalente a uma de 18 anos. Minha vagina funcionará da mesma forma que uma vagina biológica e em três meses a partir de agora poderei perder minha virgindade e ter relações sexuais."

"O problema é que ainda não tenho ninguém no meu radar. Eu quero que o dia seja mágico e especial, então se eu tiver que esperar mais tempo, farei isso até que o homem certo para mim apareça", ela continua. O procedimento foi realizado no dia 17 de fevereiro, e a apresentadora diz que está se recuperando bem e se sente confortável. A cirurgia custou apróximadamente R$ 106 mil.

"Perdi a maioria das pessoas que presumi serem meus amigos. Eles não conseguiram lidar com as mudanças. 2020 foi um ano muito solitário com a pandemia da Covid - mas pude fazer minhas cirurgias de feminização e fazer minha terapia hormonal em particular, pois a lista de espera no NHS (Sistema de Saúde Nacional do Reino Unido) para fazer a primeira avaliação é de três anos, então não pude contar com isso."

Jessica disse que não tinha em quem se inspirar: "Eu nunca conheci uma mulher trans em minha vida. Nunca tive ninguém por quem sentir admiração. Eu apenas segui meu coração. Nos últimos oito anos, tenho trabalhado como personalidade de TV em muitos países, fiz mais de 400 programas de TV em 23 países. Eu sabia que assim que me assumisse como uma mulher trans perderia muito trabalho. Perdi contratos de TV na Rússia, Romênia, EUA e Espanha, incluindo branding e publicidade de produtos."

Ela finaliza: "Enquanto vivia como um homem, eu era realmente infeliz, tentei me satisfazer com viagens e roupas caras e luxuosas e cada vez mais cirurgia plástica, a ponto de me tornar um travesti em segredo há quatro anos. Parece que nasci de novo aos 37 anos."

Comentários