FAMOSOS

Ex-BBB Ariadna Arantes revela ter sido garota de programa, mas diz não viver de prostituição

"Sou uma mulher multiuso"

Ariadna foi a primeira eliminada do BBB 11 - Reprodução/Donni Rodrigues
Ariadna foi a primeira eliminada do BBB 11 - Reprodução/Donni Rodrigues

Redação Publicado em 07/04/2021, às 08h28

A ex-BBB Ariadna Arantes foi a primeira - e única, até agora - participante trans do Big Brother Brasil, tendo aparecido na 11ª edição. Atualmente, ela ganha dinheiro através do Instagram, mas também é maquiadora, cabeleireira e faz dermopigmentação.

Porém Ariadna, agora com 36 anos de idade, revela que já trabalhou como garota de programa, antes de sua estadia na casa do BBB. Segundo ela, até hoje a perguntam se ainda trabalha na área.

"As pessoas me perguntam. Mas, mesmo se estivesse fazendo programas, não estaria passando por cima de ninguém, mexendo com a vida de ninguém. Estaria ganhando o meu dinheiro. Não vou ficar glamourizando, porque é uma vida difícil, sei que é uma experiência que já vivi muito na minha vida. Não é fácil. Respeito muito", disse ela, em entrevista ao canal Pheeno.

"Sou uma mulher multiuso, ganho meu dinheirinho no Instagram, sou dermopigmentista, maquiadora, cabelereira... Sei fazer de um tudo. Acho hipocrisia as pessoas apontarem para as garotas de programa e não apontarem para quem vai lá pagar. Elas só existem porque existem clientes".

Ariadna mora atualmente na Itália, e diz que as pessoas não estavam preparadas para uma mulher trans no BBB, há 10 anos atrás. Também afirma que ex-BBBs sofriam mais preconceito antigamente:

"Até hoje tem gente que comenta que eu saí porque eu não me assumi. Fiz uma cirurgia muito séria, que muda a vida de uma pessoa. Fiz uma cirurgia para viver de forma confortável comigo mesma. Eu não tenho que ficar colocando uma placa na minha cabeça ou no pescoço dizendo 'sou operada'. Existem intimidades nossas que a gente não quer compartilhar com qualquer pessoa".

"E dentro do 'BBB', em uma semana, não é que eu fiz o melhor amigo da minha vida. Eu me abri para as pessoas mais próximas, mas isso não significa que eu era obrigada a falar para todo mundo. Eu preciso me sentir segura e confortável para compartilhar", disse ela.

Ariadna lamenta que um vídeo seu tenha vazado logo antes de seu confinamento na casa: "Vazou um vídeo meu, na época, com uma amiga, que não via há muitos anos. Ela pediu para ver o peito, a cirurgia, porque quando ela foi embora ainda não tinha passado pela minha transição. Tanto é que nesse vídeo eu apareço rindo, digitando... Não estava me masturbando, penetrando, nada. Mas aí ela conseguiu gravar. Desapareceu, sumiu do mapa e publicou esse vídeo. Fiquei muito triste na época, porque eu era uma pessoa muito popular no meu bairro (Realengo, na Zona Oeste do Rio), ia em todos os pagodes e bailes funk".

Comentários