FAMOSOS

Adriana Birolli fala sobre novos projetos e medo ao pegar Covid no início da pandemia

Atriz tem se dedicado como produtora cultural nos últimos anos

Adriana estrela no filme 'Lucicreide Vai Pra Marte', que acabou de estrear nos cinemas - Reprodução/Instagram
Adriana estrela no filme 'Lucicreide Vai Pra Marte', que acabou de estrear nos cinemas - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 08/03/2021, às 07h32

A atriz Adriana Birolli falou sobre seus novos projetos e conta que reviu com o namorado alguns de seus trabalhos, além de afirmar que sentiu medo ao se contaminar com o novo coronavírus no começo da pandemia, em entrevista à colunista Patrícia Kogut

Estrelando no novo longa 'Lucicreide Vai Pra Marte', Adriana contou: "Rodamos esse filme há três anos e acho que ele está estreando num momento muito oportuno. Vivemos esse horror todo da pandemia, e ele funciona como uma válvula de escape, porque tem uma trama superleve, que ao mesmo tempo emociona. A minha personagem é uma modelo que não deu certo na carreira e decide ir para Marte para tentar recomeçar".

O filme chegou a ser um dos assuntos mais comentados nas redes sociais antes de ser lançado, que teve uma pré-estreia exclusiva para alguns participantes do BBB 21na última semana. Gilberto e Juliette choraram durante a exibição do longa: " Foi sensacional ver aquela cena deles chorando. Eu mesma ainda não tinha assistido ao filme, então, pudemos ter em primeira mão a reação do público. Comemoramos demais".

Além do filme, a atriz também poderá ser vista na reprise de 'Belaventura', da Record TV, nesta segunda-feira (08/03) e em 'Império' na Globo, que será exibida em breve. 

Drante os últimos anos, Adriana tem se dedicado à profissão de produtora cultural, realizando eventos em sua casa, ganhando o nome de Espaço Alternativo Casona House. A agenda do local precisou ser interrompida por conta da pandemia da Covid-19, e será retomada de maneira virtual na próxima semana com a primeira edição. O evento terá o tema pluraridade, sendo transmitido no Youtube do espaço de espetáculos, que estão ligados à cultura brasileira, aos momvimentos negros e LGBTQIA+, bem como o empoderamento feminino etc.

"Conseguimos realizar o festival por meio da Lei de Incentivo Aldir Blanc. Vai ser maravilhoso, porque, além de peças muito legais, estamos podendo movimentar o setor teatral, que foi muito afetado por conta da pandemia", explicou. A atriz também comentou que aproveitou para poder rever com o namorado, o diretor de TV Ivan Zettel, alguns de seus trabalhos reprisados, como 'Totalmente Demais' e 'Fina Estampa': "Eu e o Ivan assistimos a tudo juntos. Como ele é diretor e também tem uma rotina atribulada, está vendo tudo pela primeira vez. Está sendo ótimo pra gente. Ele é muito atencioso com isso e costuma inclusive me lembrar dos horários em que os programas começam. É muito parceiro".

Os dois foram diagnosticados com Covid-19 no início da pandemia e Adriana afirmou ter tido muito medo, principalmente pela falta de informações sobre o vírus durante a época: "Não tive febre, mas fiquei mal do pulmão e com coriza. Na época, me disseram que coriza não era sintoma de Covid, então, foi aquele desencontro de informações. O pior da doença para mim foi o medo de não saber exatamente o que era. Os sintomas foram relativamente tranquilos. Além disso, estou desde o início tomando todos os cuidados e seguindo a quarentena à risca, então, me senti mal, quase uma criminosa, por ter sido infectada".

Comentários