Cenapop
CINEMA

Jennifer Gray sobre "Dirty Dancing 2" sem Patrick Swayze: "Não há como substituí-lo"

Jennifer Gray e Patrick Swayze em cena de Dirty Dancing, de 1987
Jennifer Gray e Patrick Swayze em cena de Dirty Dancing, de 1987 - Foto: Reprodução / Vestron Pictures

Redação Publicado em 24/11/2020, às 08h08

Jennifer Gray, uma das protagonistas de Dirty Dancing -- um dos maiores clássicos dos anos 80 -- estará na sequência do longa-metragem, do qual também será produtora executiva.

A eterna Baby Houseman estará na segunda parte da história que encantou as plateias do mundo todo, mas de acordo com uma entrevista para a revista People nesta terça-feira (24/11), ela não tentará repetir a química que teve com Patrick Swayze, morto em 2009 por conta de um câncer de pâncreas.

“Tudo o que posso dizer é que não há como substituir ninguém que passou - você nunca tenta repetir nada que seja mágico assim”, afirmou Gray. "Você apenas vai para algo diferente", frisou.

Recentemente, em outra entrevista, Gray explicou o motivo pelo qual acredita que Dirty Dancing mantém sua popularidade 33 anos depois de seu lançamento.

“Era sobre a inocência e a maneira como a inocência é perdida e como as pessoas explodem em uma iteração diferente de si mesmas”, comentou.

Dirigido por Emile Ardolino, o longa foi lançado em 1987 e mostra a história de uma adolescente (Gray) que se apaixona por seu instrutor de dança (Swayze).

Dirty Dancing ganhou um Oscar e um Globo de Ouro pela canção "(I've Had) The Time of My Life" e foi indicado como melhor filme de comédia ou musical no Globo de Ouro, no qual também recebeu indicações para Swayze e Gray na cerimônia de 1988.

O enredo da continuação é mantido em total sigilo -- sabe-se apenas que o lançamento está agendado para 2022.

Comentários