BBB 20

“Sei que ela vai ficar triste”, diz marido de Thelma, ao comentar fala racista de ex-diretor de TV

Denis Santos contou que a mãe da médica soube pela televisão e ficou triste com o episódio

Marido de Thelma diz que a família está tomando providências jurídicas após fala racista - Foto: TV Globo
Marido de Thelma diz que a família está tomando providências jurídicas após fala racista - Foto: TV Globo

Redação Publicado em 03/04/2020, às 07h46

Marido de Thelma Assis, do BBB 20, Denis Santos falou pela primeira vez sobre os comentários de cunho racista feito pelo ex-diretor de TV Rodrigo Branco, durante uma participação em uma transmissão ao vivo feita pela DJ Ju de Paulla.

Ao jornal Extra, Denis contou que a família ficou indignada, e que Thelma ficará chateada quando sair do reality e descobrir o que aconteceu:

“Ficamos indignados. Mas agora está tudo bem. Infelizmente ela já está acostumada. Assim como todo negro nesse país. Sei que ela vai ficar triste, sim. Só que vai enfrentar o problema, como sempre fez. Ela não abaixa a cabeça para ninguém”, disse ele.

À publicação, Denis lembrou de outros episódios de racismo pelos quais Thelma já passou: “Uma vez ela estava no elevador do hospital e levou um tapa no bumbum. Quando virou, viu que era a chefe da faxina, que perguntou o que ela estava fazendo ali, já que precisava de gente para limpar a parte debaixo do prédio”, revelou.

A situação do hospital, segundo ele, não foi a única:

“Como médica anestesiologista, ela fica responsável pelos pacientes. Certa vez, tinha um caso grave e ela precisou levar para a UTI. Quando chegou lá, uma funcionária falou de forma agressiva com ela e perguntou onde estava o médico responsável. E não fazia nenhum sentido aquela pergunta, porque a Thelma estava vestida para os procedimentos que ela realiza”, continuou.

Ao precisar pagar uma dívida de valor alto, Thelma também teve problemas em um banco:

“Ela precisou ir até a agência, porque o valor daquela transação não era permitido pela internet. Quando chegou lá, o funcionário não aceitou o RG dela, e teimou que queria ver o passaporte. Só depois de uma confusão, que quase deu caso de polícia, o banco resolveu o nosso problema”, lembrou.

Apesar de o episódio mais recente de racismo ter acontecido pela web, a família da médica ficou sabendo pela televisão:

“Recebemos aquilo tudo com muita indignação. Minha sogra, ficou nervosa, porque ela soube pela TV. E eu tento poupá-la sempre das informações, mas dessa vez não consegui. E além dela, os amigos, primos e eu, ficamos bem irritados. Posso dizer que agora está tudo bem, principalmente porque já estamos tomando as providências jurídicas”, disse.

O fotógrafo ainda comentou que esperava mais apoio de influenciadores na web:

“Recebemos muitas mensagens, mas confesso que esperei mais de algumas pessoas. Inclusive, porque levatam hashtag para cada besteira e dessa vez silenciaram. Mas cada um com a sua consciência”, completou.

Comentários