Roberto Bomfim comemora triste fim de Agenor em Segundo Sol: “Não pode morrer, tem que sofrer”

Agenor (Roberto Bomfim) vai sofrer nas mães de mal tratado por Cleidinha (Mariah da Penha) no final de Segundo Sol – Foto: TV Globo/ Raquel Cunha

Intérprete de Agenor em Segundo Sol, Roberto Bomfim aprovou o triste fim do personagem na trama.

Após espalhar discórdia, intolerância e preconceito durante toda a história, ele terminará cego e sendo mal tratado por Cleidinha (Mariah da Penha).

“O castigo dele é merecidíssimo. O inferno é aqui mesmo. Não tem que morrer, não, vai sofrer legal. No começo, achava que ele pudesse ter redenção. Mas, quando colocou fogo no restaurante de Cacau (Fabíula Nascimento), passou de todos os limites e entrou, definitivamente, no rol dos bandidos que não têm jeito”, opinou o ator.

Ao jornal Extra, Roberto ainda elegeu duas maldades do personagem que o deixaram profundamente abalado:

Agenor (Roberto Bomfim) vai sofrer nas mães de mal tratado por Cleidinha (Mariah da Penha) no final de Segundo Sol – Foto: TV Globo/ Raquel Cunha

“A expulsão da Rosa (Letícia Colin) de casa foi a primeira vez em que ele agride fisicamente uma das meninas. E o ataque a Nice (Kelzy Ecard), quando ele joga quentinha nela. Nos dois casos, houve xingamento, brutalidade e foi difícil de fazer. Era muita violência para cima das atrizes, que são tão graciosas. Fui embora abalado”, revelou.

À publicação, o ator contou que tentava se livrar da carga de seu personagem, mas que, às vezes, levava o astral pesado de Agenor para casa:

“A gente se esforçava para exorcizar o clima ruim. Nós nos abraçávamos e gritávamos, botávamos para fora o astral pesado. Mas, às vezes, eu levava para casa. É um personagem que mexeu com toda a minha estrutura”, garantiu.

Ao falar sobre a missão de seu personagem na trama (alertar sobre a questão da agressão à mulher), Roberto Bomfim acredita ter prestado um bom serviço:

“Agenor é uma pessoa que está aí. Não é aquele cara distante, bruto do mato. Ele está no apartamento ao lado, é o amigo da gente. Foi bom a novela ter levantado essa discussão. Ouvi depoimentos muitos profundos. Mulheres me diziam terem sofrido ou estarem sofrendo o mesmo que Nice. Hoje em dia, a gente começa a saber mais dessas histórias porque elas passaram a denunciar”, contou.

Aos 73 anos, o ator pretende aproveitar as férias após o término da novela pescando:

“Vou me meter no meio do mato, na divisa do Mato Grosso com o Amazonas, porque vou pescar… Vou passar um tempo à beira do rio Teles Pires, onde só tem bicho gigante (risos). Na verdade, a pescaria é um mero pretexto para tomar banho de rio, olhando o mato, dando um tempo para eu me livrar de Agenor. Foi um personagem muito negativo que me consumiu. Por isso, preciso de um tempo leve para fazer com que ele vá embora na paz”, concluiu.

O último capítulo de Segundo Sol vai ao ar no sábado (10/11).

LEIA MAIS:

Jojo e Latino curtem festa no Rio
Ariana Grande usa meme de Gretchen
Maiara fala sobre solteirice
Luiza Tomé mostra aula de boxe
Simone não gosta de usar biquíni
Jaque Khury: “Não uso Pothoshop”

Veja mais notícias de Famosos.