Andressa Urach comenta mudança de estilo na hora de se vestir: “O caráter define a roupa”

Andressa Urach antes e depois de se tornar evangélica – Foto: Reprodução/ Instagram

Após tornar-se evangélica, Andressa Urach mudou para água para o vinho também na hora de se vestir.

As roupas de “piriguete” que usava quando “era do mundo”, nas próprias palavras da vice-campeã do Miss Bumbum, foram as primeiras coisas que ela vendeu em um leilão na internet.

Frequentadora da Igreja Universal, Andressa costuma postar vídeos e fotos para falar sobre a vida de antes e a de agora.

Em seu Instagram, a estudante de Enfermagem compartilhou uma montagem para comparar os looks que usava, e aproveitou para opinar sobre seus visuais:

“Como joia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição. Não adianta beleza se não há discrição. A mulher sem discrição é mulher sem noção. A indiscrição chama a atenção errada. Aprendi que roupa não define caráter, mas caráter define roupa. Será que mudei muito meu look e meu comportamento? Preferem antes ou depois? A diferença que faz um antes e um depois na nossa vida!”, escreveu.

O post rendeu várias interações com suas seguidoras:

“Nao era sua fã. Achava você insuportável. Agora sou. Que você siga firme nesta caminhada que não é fácil…”, disse uma fã. “Depois, com certeza! A mudança é visível em seu rosto!”, escreveu uma internauta. “Está muito mais linda assim. Antes tinha um aspecto de velha, parece que rejuvenesceu, além de parecer bem mais magra agora”, opinou outra.

Mudança aconteceu após Andressa ficar entre a vida e a morte

Andressa Urach iniciou a carreira como assistente de palco do programa Legendários, da RecordTV. De lá, tentou carreira como dançarina do cantor Latino, mas só despontou para a fama após participar do concurso Miss Bumbum Brasil e do reality show A Fazenda.

No final de 2014, Andressa ficou entre a vida e a morte após uma infecção causada pelo hidrogel que havia aplicado nas pernas. Após três meses em coma, a modelo decidiu mudar de vida radicalmente.

No início de 2015 tornou-se evangélica, e pouco tempo depois lançou a biografia Andressa Urach – Morri para Viver, onde relata parte do que aconteceu em sua carreira e a vida após o trauma.

Comentários