Cenapop
TV

Andrea Beltrão e Érico Brás homenageiam Flávio Migliaccio na reestreia de Tapas & Beijos: “Poço de sabedoria”

Elenco homenageou Flávio Migliaccio, o Seu Chalita, antes da reestreia de Tapas & Beijos
Elenco homenageou Flávio Migliaccio, o Seu Chalita, antes da reestreia de Tapas & Beijos - Foto: TV Globo/ Estevam Avellar

Redação Publicado em 04/08/2020, às 06h15

Intérprete de Seu Chalita em Tapas & Beijos, Flávio Migliaccio – morto em maio deste anos, aos 85 anos – foi homenageado por seus colegas de seriado Andrea Beltrão e Érico Brás.

Sucesso de público e crítica, a atração foi exibida de 2011 a 2015 pela TV Globo, e volta neste terça-feira (04/08) à grade da emissora, após o Cine Holliúdy.

“Flávio era nosso astro-rei, nosso poço de sabedoria. O maior comediante, um ator imenso. Vai dar muita saudade revê-lo e relembrar de tudo que fizemos juntos. Será a nossa despedida dele, já que não tivemos a oportunidade de nos encontrar nesses últimos tempos. Nos despedir, não. Porque ele vai estar com a gente para sempre. Algumas pessoas não morrem”, disse Andrea Beltrão, a Sueli, ao jornal Extra.

Já Érico Brás, o Jurandir, que trabalhou no mesmo núcleo de Flávio Migliaccio, contou que dividir as cenas com o ator foi um privilégio.

“Fico feliz de ter aproveitado a presença do Flávio na minha vida. Ele me ensinou muita coisa que ninguém nem imagina, e eu me sentia como um filho dele”, contou o artista.

Intérprete de Fátima, Fernanda Torres contou que a relação com o elenco era tão boa, que todos “parecem primos”.

“A gente não fez uma reunião porque todo mundo trabalha muito, mas se qualquer um de nós se esbarra por aí... É como rever um primo. Parece que a gente não se vê há uma semana”, explicou ela.

“A decisão de parar foi nossa”

Diretor do seriado, Mauricio Farias contou que a decisão de parar de gravar o seriado partiu do elenco e direção, e que a TV Globo deixou as portas abertas para um retorno.

“A decisão de parar foi nossa. E no momento que escolhemos isso, tivemos nosso reconhecimento quando a emissora garantiu: ‘Vocês voltam quando quiserem’”, contou o diretor Mauricio Farias.

O autor Claudio Paiva deu até uma palhinha de uma possível história para o retorno: “Fátima e Sueli estariam na fila da Caixa Econômica para pegar o auxílio emergencial, já que a loja de artigos de noivas do Djalma (Otávio Müller) teria fechado. Estariam lá tocando o rebu (risos)”, diverstiu-se.

Comentários