FAMOSOS

Atriz que fez Regininha em O Clone hoje é psicóloga e cuida da filha sozinha: “Difícil ter tempo”

Viviane Victorette atua na área da psicologia e pensa em voltar às novelas

Viviane Victorette interpretou Regininha e O Clone - Foto: Reprodução/ TV Globo e Instagram@vikvivi
Viviane Victorette interpretou Regininha e O Clone - Foto: Reprodução/ TV Globo e Instagram@vikvivi

Redação Publicado em 03/11/2021, às 06h37

Intérprete da dependente química Regininha em O Clone (2001), Viviane Victorette hoje é psicóloga e lembra da novela como um dos melhores trabalhos de sua carreira como atriz.

Ao falar sobre a trama de Gloria Perez, que voltou à grade da TV Globo no Vale a Pena Ver de Novo, ela foi só elogios:

“É uma novela muito especial e tem todo um apelo, não só por causa da trama das drogas, mas também por mostrar a cultura muçulmana. Os personagens são muito reais e com problemas que até hoje são atuais”, disse ela, à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

O trabalho foi tão marcante que ela afirma ter recebido muitas mensagens dos telespectadores e fãs mesmo quando a produção não estava no ar.

“Muitas são de pessoas de fora do Brasil. A novela passa na Rússia o tempo todo, como se fosse Malhação. Falo com tantas pessoas de lá que estava até marcando uma visita, mas a pandemia atrapalhou. Portugal também tem muitos fãs”, explicou. 

Viviane revelou que resolveu diminuir o ritmo dos trabalhos na TV após se tornar mãe, em 2009. Seu último trabalho na telinha foi Malhação (2015).

“Trabalhei com pessoa incríveis e tive grandes oportunidades, mas a vida muda. Engravidei e, para quem é mãe, tudo fica mais complicado. Até um banho é difícil de tomar. Até hoje, é difícil ter esse tempo. Preciso falar sério: ‘Vou tomar banho agora’. Também fiz questão de estudar. Cheguei a cursar Veterinária, mas fui chamada para ‘América’ e não deu para conciliar. Depois, já era mãe e não deu. Aí optei por fazer Psicologia, adoro ler e estudar sobre muitos assuntos, achei que faria sentido. Consegui terminar com muita ajuda do pessoal da faculdade, porque era eu sozinha e minha filha ia comigo para as aulas. Professores, coordenação, amigos, todos me apoiaram”, contou.

Os estudos foram concluídos pouco antes da pandemia começar. Ela trabalha como psicóloga hoje em dia.

“Ia começar a atender quando veio o coronavírus. Aí, dei início on-line e tenho feito isso desde então. É bom, porque posso trabalhar de qualquer lugar, ter pacientes de qualquer cidade e até de países como Portugal. Basta me organizar”, continuou.

Sobre a volta à TV, é algo que Viviane almeja. Ela revelou que sua filha, Júlia, de 12 anos, pergunta muito sobre seu trabalho na TV:

“Eu uso muito o cabelo liso hoje em dia. Ela vê na TV e diz que prefere meu cabelo enrolado, pergunta por que não volto a usar. Também pergunta se eu chorava mesmo nas cenas porque fica assustada ao ver que eu chorava muito. É engraçado. Somos amigas, sempre conversamos muito. Conto as histórias, já mostrei meus testes”, completou.

Comentários