FAMOSOS

Sharon Stone diz ter sido ameaçada de demissão após se negar a trabalhar com não-vacinados

Atriz perdeu seu plano de saúde durante a pandemia ao ficar R$ 66 abaixo da qualificação

Sharon colocou como condição trabalhar apenas com pessoas imunizadas contra a Covid-19 - Reprodução/Instagram/@sharonstone
Sharon colocou como condição trabalhar apenas com pessoas imunizadas contra a Covid-19 - Reprodução/Instagram/@sharonstone

Redação Publicado em 30/07/2021, às 09h45

A estrela Sharon Stone disse ter sido ameaçada de demissão por ter se negado a trabalhar com pessoas que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, e desabafou sobre perder seu plano de saúde. 

Em um vídeo para a campanha de eleição do Sindicato dos Artistas de Televisão e Rádio, Sharon fala sobre a situação da classe artística durante a pandemia: "Como atores, você sabe, as coisas não estão indo bem para nós". A atriz ainda diz ainda que se candidata a um assento na diretoria nacional no sindicato e desabafa: "Eu não acho que você precisa que eu diga isso. Quer dizer, perdi meu seguro adquirido após 43 anos de profissão por causa da Covid."

"Faltaram US$ 13 e, você sabe, eu realmente não acho que isso seja razoável para qualquer um de nós", lamentou. A quantia atualmente faz parte de um dos requisitos que são obrigatórios para o Plano de Saúde do sindicato, que tem alegado que as novas medidas são resultado de grandes déficits. Sharon ainda conta que esteve sendo ameaçada de ser demitida de um emprego oferecido em Atlanta ao insistir que a equipe esteja vacinada:

"Recebi uma oferta de trabalho - um bom trabalho, um trabalho que realmente quero fazer em Atlanta. É por isso que meu cabelo está arrepiado, porque o Sindicato dos Produtores da América não garante que todos em nosso programa sejam vacinados antes de eu ir para o trabalho. Vou trabalhar antes que todos no meu projeto sejam vacinados? Não. Não, não vou. “Estou sendo ameaçada de perder meu emprego? Sim. Sim eu estou. Poderia perder meu emprego se nem todos forem vacinados no meu programa? Sim. Sim, eu poderia."

Ela prosseguiu: "Irei defender todos nós para que cada série que passemos seja vacinada? Sim. Sim, eu vou. Por quê? Porque isso é ridículo, que tenhamos que ir trabalhar onde não somos seguros. Estou defendendo todos nós quando digo que a Screen Actors Guild - para a qual estarei trabalhando com a Membership First - estará segura para que possamos trabalhar", completou a atriz.

Comentários