Cenapop
FAMOSOS

Modelo mais votada na 1ª fase protesta e diz que Miss Bumbum foi comprado

Deia Cavalheiro insinuou em vídeo que Miss Bumbum foi comprado

Deia Cavalheiro, Camila Beck e Kéllyta Tharsys discordaram do resultado do Miss Bumbum
Deia Cavalheiro, Camila Beck e Kéllyta Tharsys discordaram do resultado do Miss Bumbum - Foto: Reprodução/ Instagram@cmilabeck

Redação Publicado em 07/07/2021, às 15h56

Representante do Mato Grosso do Sul do Miss Bumbum, Deia Cavalheiro foi a mais votada na primeira fase do concurso 一 nos dois meses de votação online 一, mas não conseguiu ficar entre as três campeãs do evento após o desfile final.

Nas redes sociais, a beldade, ao lado de outras duas candidatas do concurso, Camila Beck e Kéllyta Tharsys, que representaram Tocantins e Pernambuco, respectivamente, insinuaram que o resultado do concurso foi comprado por Lunna LeBlanc, que representou o Estado de Minas Gerais. Na votação geral, na primeira fase, Lunna ficou em 13º lugar.

Após a grande final, o trio se reuniu para jantar e usou o Instagram Stories para falar sobre as tretas e confusões do Miss Bumbum. Na rede social, as três responderam perguntas dos fãs, e deixaram claro que não concordaram com o resultado final.

“O que vocês acharam do desempate das votações?”, perguntou um seguidor. E o trio respondeu: “Achei uma palhaçada, não era para ser assim… eu não vi o resultado da votação. Não vi quem votou em quem, ninguém mostrou nada”, disseram as três.

Nas gravações, as finalistas do evento apoiaram a atitude de Taty Sindel, que arrancou a faixa da vice-campeã Juh Campos, após a divulgação do resultado.

“Ela arrancou foi pouco, foi fraca… Deveria ter arrancado muito mais… Tinha que ter feito um barroca de nível internacional, tinha que ter arrancado a peruca inteira”, dispararam.

Em seguida, as três insinuaram que o resultado do Miss Bumbum foi comprado:

“Vocês acharam que as vencedoras mereceram?”, perguntou outro internauta. “Mereceram”, respondeu um delas, fazendo gesto de dinheiro com uma das mãos. “Cada um tem o que merece”, disse outra, repetindo o gesto. “Cada um tem o que merece comprando”, acrescentou.

Ao final, as três disseram que não topariam participar outra vez do Miss Bumbum: “Jamais participaria novamente, Deus me livre. Jamais”, concluíram.

O protesto do trio vem de encontro com a alegação do advogado Adilson Bertolai, que afirmou ter provas de que a organização do concurso entregou a faixa de Miss Bumbum para a modelo errada.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Miss Bumbum Brasil (@missbumbumbrasil)

 

Comentários