Cenapop
FAMOSOS

Reclusa aos 80, Maria Gladys fala da aposentadoria: “Tomo cerveja e fumo minha maconha”

Maria Gladys lembrou namoro com Roberto Carlos e falou  sobre aposentadoria
Maria Gladys lembrou namoro com Roberto Carlos e falou sobre aposentadoria - Foto: Reprodução/ TV Globo e Arquivo pessoal

Redação Publicado em 27/07/2020, às 06h53

Uma das veteranas da TV brasileira, Maria Gladys, atualemtne com 80 anos, lembrou o início do namoro com Roberto Carlos, quando os dois trabalhavam na TV Tupi, antes de o cantor se tonar um dos maiores do Brasil e do mundo.

“Fomos namoradinhos na adolescência. Fui apaixonada por ele. Foi tão bom, éramos jovens, tínhamos 16, 17 anos.... Na época, ele estava começando e a gente fazia um programa na TV Tupi. Quando ele estourou mesmo, eu não era mais namorada dele”, disse ela, ao jornal Extra.

Aposentada desde 2016, quando fez o seriado Pé na Cova, a atriz vive reclusa em uma propriedade comprada pela filha em Santa Rita de Jacutinga, em Minas Gerais, e disse estar “se acostumando ao silêncio” do lugar.

“Sou boêmia, mulher de bar, de balcão, de chope. Adoro os bares do Leblon, mas eu vim pra cá e fui me acostumando com o silêncio daqui. Sempre morei pagando aluguel, e uma atriz que paga aluguel, é f$#5, porque a gente não tem trabalho o tempo todo. Quando eu morava no Rio, eu tinha que correr para pedir trabalho para pagar o aluguel. Aqui não tenho preocupação de aluguel. Vivo cercada de montanhas, frutas. É lindo”, festejou a artista.

Tomo minha cerveja e fumo minha maconha

À publicação, Maria Gladys contou que está aproveitando ao máximo a aposentadoria em meio à natureza.

“Aqui eu tomo minha cerveja, fumo minha maconha, porque eu sou da geração de Woodstock, sabe? Fui hippie, me exilei em Londres, por isso tenho a minha filha inglesa e a minha neta que nasceu lá e é atriz, a Mia Goth. E maconha acalma”, explicou ela.

Ao falar sobre sua aposentadoria, Gladys contou que consegue sobreviver numa boa em Minas Gerais.

“Recebo uma aposentadoria da Globo há quatro anos. Dá para viver aqui, está bom. Sobrevivo aqui bem. Vira e mexe estou dura, aí tem sempre um amigo que ajuda, que quer fazer uma vaquinha...”, lembrou ela.

Convidada para estrelar o próximo filme do diretor Ruy Guerra, Gladys contou que nã vê a hora de voltar a trabalhar: “Íamos rodar em março, em Brasília, mas aí começou a doença (Covid-19). Agora é esperar. Estou ótima de saúde e quero voltar a trabalhar”, completou.

Comentários