Cenapop
FAMOSOS

Modelo diz que “levou um susto” ao ir à banca de jornal e se ver na capa da Playboy: “Foi muita sacanagem”

Gil Jung contou que revista lançou revista especial sem avisá-la

Gil Jung contou que levou um susto ao se ver na capa de um especial da revista Playboy
Gil Jung contou que levou um susto ao se ver na capa de um especial da revista Playboy - Foto: Reprodução/ Instagram@clubedavip

Redação Publicado em 22/01/2021, às 14h33

Dona de um corpo cheio de curvas, a modelo e empresária Gil Jung contou que levou um baita susto ao descobrir que estava na capa de um especial da revista Playboy – em uma revista lançada em dezembro de 2008.

Ao colecionador Lucas Hit, do Clube da Vip, ela explicou que havia posado para a revista meses antes juntamente com uma amiga, para fotos que estamparam as páginas internas da publicação, e que ficou surpresa ao ver, meses depois, que estava na capa de uma edição diferente.

“Eu fiquei ‘meio assim’ de assinar o contrato [para o primeiro ensaio]. Na época,  um monte de ‘global’ estampava a capa da revista. Minha amiga estava ali do lado. Então assinei. Eles [a Playboy] correram com as fotos e lançaram primeiro que a VIP”, contou Gil, relembrando a rixa entre as publicações.

Já o segundo ensaio, que foi uma ráplica do primeiro, segundo ela, chegou às bancas sem aviso, sem ela sequer receber uma ligação da editora.

“Tudo aconteceu sem eu saber [o lançamento da 2ª revista]. Isso serve de alerta para as meninas que estão começando hoje para tomarem muito cuidado com contratos. Na época eu não tinha ninguém para me auxiliar [...] e tive muito problema. Esse contrato que eu assinei com a Playboy dava direito de eles usarem as imagens como eles quiserem e por quanto tempo eles quiserem”, continuou.

“Meses depois, eu estava em uma banca de jornal e me vejo na capa dessa revista. Eu não fazia ideia, eles sequer falaram para a gente. E a revista ficou uns seis meses na banca, porque a revista especial ficava um bom tempo nas bancas, né… Cheguei na banca e levei um susto. Falei ‘como assim? Estamos na capa da Playboy especial’. Pagavam R$ 500 mil para as globais. A gente ganhou um cachê por um ‘recheio’ [o primeiro ensaio, páginas internas]. Foi muita sacanagem eles fazerem isso com a gente”, ponderou. 

*Lucas Hit é dono do Clube da VIP, parceiro do CENAPOP e está resgatando a história das revistas masculinas do país em uma série de entrevistas com as maiores musas do Brasil em seu Instagram e YouTube. Curta e inscreva-se para não perder nenhuma entrevista!

Comentários