FAMOSOS

Flávia Viana festeja gravidez após dois abortos seguidos: “As dificuldades fortalecem”

Apresentadora está à espera do primeiro filho fruto da relação com o humorista Marcelo Zangrandi

Flávia Viana está à espera do primeiro filho com Marcelo Zangrandi - Foto: Reprodução/ Instagram
Flávia Viana está à espera do primeiro filho com Marcelo Zangrandi - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 14/05/2020, às 07h15

Grávida de quatro meses, Flávia Viana abriu o jogo sobre a maternidade e contou que a experiência de ter sofrido dois abortos seguidos acabou fortalecendo o relacionamento com o humorista Marcelo Zangrandi.

“Descobri que estava grávida novamente em fevereiro e, graças a Deus, já estamos de quatro meses. Nós não estávamos planejando mesmo. Os dois abortos seguidos mexem com o emocional. É uma dor física e emocional. Nos abalou muito! Tínhamos um certo receio depois de tudo isso, mas estávamos deixando nas mãos de Deus, se aconteceu agora é porque era o momento certo. Mas as dificuldades unem mais as pessoas, e fortaleceram nosso relacionamento”, contou a ex-BBB, à revista Quem.

À publicação, Flávia, que já é mãe de Sabrina, atualmente com 16 anos, de um outro relacionamento, explicou que parece estar revivendo sua primeira gestação.

“É como se fosse a primeira vez! Minha médica, a Dra Paula Fettback, disse que depois de 10 anos, o corpo responde como se fosse a primeira gravidez e é assim que me sinto. Acho que devido aos abortos, tenho uma insegurança que eu não tinha antes, mas eu não deixo nada disso tirar a alegria do momento. É importante comemorar essa fase, passa muito rápido. A Sá já está com 16”, ressaltou ela.

Cumprindo direitinho a orientação de quarentena, a apresentadora tem tomado cuidados especiais com a gestação durante o período de isolamento:

“Fiz todos os exames e deu uma porcentagem muito pequena em relação a trombofilia, uma mutação mais leve que não há consenso e obrigatoriedade de tomar a injeção, mas como temos o histórico de dois abortos consecutivos, a minha médica optou pela profilaxia, então tomo injeção todos os dias na barriga. Logo eu que morro de medo de agulha (risos). Mas são picadas de amor”, revelou.

“A máscara e álcool gel já são meus companheiros fiéis. Quando saio para o mercado ou para trabalhar, tomo os cuidados. Fico até chata, mas é necessário. Pego no pé de quem estiver do lado”, continuou.

Segundo Flávia, a gula tem sido algo difícil de controlar, e que sua filha é a única que sabe o sexo do bebê.

“Os hormônios já nos deixam sem muita paciência, imagine presa em casa (risos). Acho que a falta de liberdade, de respirar um ar puro, dar uma volta no parque, o direito de ir e vir está sendo mais difícil de lidar, além do medo de perder as pessoas que amamos. Mas a gravidez me acalma e me deixa muito feliz, me tira o foco das coisas ruins. Agora em relação à gula, não estou controlando muito não (risos). Mas tenho enjôos, parecidos com uma ressaca, então mesmo que queira não consigo exagerar muito”, explicou.

“A Sabrina é a única que sabe o sexo. Ficamos tentando adivinhar, mas ela é muito boa em guardar segredo. Eu acho que é menina e ele acha que é um menino, mas toda hora mudamos o palpite”, compeltou.

Comentários