FAMOSOS

Filha de Gorete Milagres, sem trabalho como atriz, divide casa com 7 pessoas e vive da Publicidade

Alice Milagres falou sobre seus projetos durante a pandemia da covid-19

Seu último trabalho na TV Globo foi em "Malhação: Vidas Brasileiras", em 2019 - Foto: Reprodução / Instagram @alicemmilagres
Seu último trabalho na TV Globo foi em "Malhação: Vidas Brasileiras", em 2019 - Foto: Reprodução / Instagram @alicemmilagres

Redação Publicado em 21/06/2021, às 11h06

A atriz Alice Milagres, filha de Gorete Milagres, falou sobre seus projetos durante a pandemia e sobre estar morando com mais outras sete pessoas, além de estar vivendo da Publicidade.

Em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, Alice disse que retomou a carreira na Publicidade por estar sem trabalhos como atriz durante a pandemia: "Voltei a morar em São Paulo em março de 2020. Foi um ano muito difícil. Quando tinha teste e eu passava, a produção era cortada. Como sou formada em Publicidade, atualmente vivo disso. Faço frila de pesquisa qualitativa e quantitativa e consultoria de imagem nas redes sociais. Trabalho com duas marcas."

Ela prosseguiu: "De dois em dois meses, pego novos clientes. Em paralelo, estou fazendo pós-graduação em atuação e direção na escola Célia Helena remotamente. Claro que para qualquer artista no Brasil neste momento está complicado. Eu estou há dois anos fora do ar, sem trabalho fixo. Mas reconheço meus privilégios". Morando com mais outras sete pessoas, a atriz afirma que foi importante para poder atravessar este período:

"Por isso, a quarentena tem sido até tranquila. Temos meio que um sistema de comunidade. Fazemos uma gestão emocional, um cuida muito do outro. É muita gente, todos bem diferentes, mas damos conta do recado. Tem sido bom, salvou minha saúde mental. A gente tem conflitos, acontece muita coisa, mas sempre procuramos resolver. É organizado". Seu projeto "Alice no País das Exaustas" foi um conforto para Alice durante a pandemia. Publicado no Instagram, ela recebe amigas e fala sobre relações amorosas fracassadas, em 13 episódios:

"Falamos sobre temas como traição, silenciamento, maternidade, monogamia... Foi importante tratar desses assuntos porque abriu algumas portas. Acabei dando palestra outro dia para uma organização voltada para mulheres. Quero fazer uma segunda temporada. Tomara que me patrocinem. Penso em produzir um podcast também". Além disso, ela também possui um projeto com a mãe, intérprete da Filó, do humorístico do SBT "A Praça É Nossa":

"Minha mãe está morando em Belo Horizonte. Faz um tempão que não nos vemos. Como estou fazendo a pós em direção, surgiu a ideia de eu dirigir uma peça dela falando sobre sua vida. Estamos fazendo esse monólogo, mas está tudo bem embrionário", completou.

Comentários