FAMOSOS

Chaves: Filho de Roberto Bolaños revela motivo do personagem não ter mãe

Roberto Gómez Fernández fez revelações sobre Chaves e Chapolin em entrevista

Roberto Gómez Fernández é filho de Roberto Gómez Bolaños, criador de Chaves e Chapolin - Foto: Reprodução / Instagram
Roberto Gómez Fernández é filho de Roberto Gómez Bolaños, criador de Chaves e Chapolin - Foto: Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 27/11/2021, às 13h16

Roberto Gómez Fernández, filho de Roberto Gómez Bolaños, deu uma entrevista ao canal de Javier Alarcón no YouTube onde falou sobre os personagens icônicos criados pelo pai na década de 70 e que continuam a encantar gerações até agora.

Uma das revelações explica a origem de Chaves. No seriado, o menino que mora em um barril é pobre e órfão. Segundo Fernández, a motivação para criá-lo dessa forma foi de ordem prática: "'Por que ele era órfão?'. Era porque não tínhamos atores. Precisaria de um elenco gigante para ter famílias completas, não havia espaço", disse ele, que tem 57 anos e também é ator.

Em seguida, Fernández explicou a escolha pela cor vermelha no uniforme do Chapolin Colorado. De acordo com ele, houve muita polêmica em relação a esse tema.

"Há muitas interpretações. Uma delas é que o vermelho de Chapolin é uma inclinação comunista", começou ele, afastando a hipótese e revelando o motivo verdadeiro: outras cores, como verde e azul, não funcionariam no "chroma key" (a popular "tela verde" para inserção de efeitos visuais). "Sobrou o vermelho", afirmou ele.

Por fim, Fernández contou que o Professor Jirafales era, de fato, casado, e mantinha um caso extra-conjugal com Dona Florinda -- hipótese muito difundida entre fãs, já que o personagem apareceu usando uma aliança em diversos episódios.

Algumas informações dadas por Fernández na entrevista vão de encontro com o livro "El Diario del Chavo del Ocho", lançado em 1995 pelo próprio Roberto Goméz Bolaños. Na obra, ele diz que Chaves nunca conheceu o pai e foi abandonado pela mãe, que chegava tão cansada para buscar o filho na creche que nem se dava conta de qual criança levava para casa.

Comentários