FAMOSOS

Estupro, drogas e aborto! 10 revelações tensas da biografia de Demi Moore

Demi Moore, de 56 anos, contou várias situações bizarras de sua vida no livro, chamado Inside Out - em tradução livre, De Dentro para Fora. Confira.

Estupro, drogas e aborto! 10 revelações tensas da biografia de Demi Moore - Foto: Reprodução
Estupro, drogas e aborto! 10 revelações tensas da biografia de Demi Moore - Foto: Reprodução

Redação Publicado em 24/09/2019, às 16h01 - Atualizado às 16h28

Nesta terça-feira (24/09) a atriz Demi Moore lançou sua autobiografia nas livrarias americanas. Até o momento, não há previsão de que a obra seja lançada traduzida no Brasil.

A atriz de 56 anos contou várias situações bizarras de sua vida no livro, chamado Inside Out – em tradução livre, De Dentro para Fora. Ela não decepcionou em se desnudar nas páginas do trabalho, colocando várias polêmicas de sua vida em 272 páginas em que ela fala sobre sua vida profissional e, principalmente, pessoal.

Moore deu diversas entrevistas na mídia americana falando sobre alguns pontos levantados no livro. Porém, eram só um aperitivo do que estava por vir. O site Radar Online separou dez dessas revelações tensas da vida dessa que foi (e ainda é) um dos maiores sex symbol da história.

Dá uma olhada:

 

Casamento ainda adolescente

Freddy e Demi Moore, na época em que eram casados – Foto: Reprodução

A atriz conta no livro que fugiu de casa quando tinha 16 anos. Nessa época, ela conheceu o músico Freddy Moore, com quem começou a se relacionar. Detalhe: ele era casado. No entanto, a relação com Demi fez com que ele pedisse divórcio e se casasse com ela, que ainda não tinha começado a sua carreira e era menor de idade.

 

Demi foi estuprada aos 15 anos

Demi Moore foi estuprada quando tinha 15 anos – Foto: Reprodução

Ela também contou no livro sobre quando foi estuprada aos 15 anos de idade. Ao falar sobre o assunto, ela detalha que o abuso ocorreu dentro de sua própria casa e com a permissão de sua mãe, que recebeu 500 dólares de um amigo alcoólatra para autorizar o estupro. Demi falou sobre esse caso recentemente no Good Morning America, em entrevista de divulgação da obra.

 

Internada em clínica de reabilitação

Moore por volta de 1984, período em que foi internada em uma clínica de reabilitação – Foto: Reprodução

Em 1984, Demi Moore acabou sendo internada em uma clínica de reabilitação para tratar de seu vício em drogas. Tudo aconteceu quando um produtor de cinema com quem ela tinha contato a “enganou”, marcando um compromisso profissional em um lugar que, depois, ela viria a descobrir se tratar de um centro de tratamento para viciados. Ela então passou 30 dias no lugar, e depois disso ficou 20 anos sóbria.

 

Viciada em drogas

Moore e Jon Cryer, protagonistas do filme Um Caso Muito Sério, de 1984 – Foto: Reprodução

E por falar em vício em drogas, no livro ela revela que começou a consumir drogas e álcool assim que seu casamento com Freddy Moore terminou. Nessa época, ela filmava o filme Um Caso Muito Sério (em 1984) e conheceu o ator Jon Cryer nos bastidores do longa. Para quem não o conhece de nome, ele se tornou famoso muitos anos depois como um dos protagonistas de Two and a Half Man (Dois Homens e Meio, no Brasil). Eles começaram a se relacionar, só que o namoro acabou quando ela se viciou em cocaína.

 

Vários romances famosos

Demi Moore ao lado de Rob Lowe, um de seus romances nos anos 80 – Foto: Reprodução

Um dos temas mais tratados no livro são os romances que Moore teve durante sua carreira em Hollywood. Por exemplo, ela fala sobre uma tórrida noite de sexo com o ator Rob Lowe, que era um dos maiores galãs dos anos 80. Além disso, ela também conta sobre sua relação com Emílio Estevez, irmão de Charlie Sheen. Ela conheceu Lowe nas gravações do filme Sobre Ontem à Noite…, de 1986.

 

Passou fome por causa de filme

Cena do filme Sobre Ontem à Noite…, de 1986 – Foto: Reprodução

Um dos momentos mais tensos da biografia de Demi Moore aconteceu por causa do filme citado logo acima, quando ela afirmou que passou fome em nome de sua carreira no cinema. Tudo aconteceu quando o diretor Edward Zwick a obrigou a perder peso para atuar no filme, e então ela ficou sem comer. Por conta disso, ela desenvolveu vários problemas alimentares que a perseguem até hoje.

 

Atriz sofreu aborto aos seis meses de gestação

Demi perdeu um filho que teria com Ashton Kutcher – Foto: Reprodução

Nada, no entanto, é mais doloroso do que o relato que Moore faz do aborto que sofreu quando estava casada com o ator Ashton Kutcher. Ela conta que o aborto aconteceu logo no começo do casamento, e que estava com seis meses de gestação. O bebê era um menino e tinha até nome: Chaplin Ray. Infelizmente, ela sofreu um aborto espontâneo, que a afetou psicologicamente.

 

Término com Bruce Willis

Bruce Willis e Demi Moore, que foram casados por anos – Foto: Reprodução

Sobre seu casamento com Bruce Willis, ela fez uma revelação interessante: segundo Moore, o famoso ator de Duro de Matar disse a ela que estava arrependido do casamento pouco depois do nascimento da filha mais velha do casal, em 1991. Ela conta que suspeita de várias traições que ele teria cometido durante o casamento, mas que não tem condições de provar que elas efetivamente aconteceram. Demi e Bruce ficaram casados um bom tempo depois que ele afirmou estar arrependido.

 

Demi perdoa Ashton Kutcher

Demi Moore e Ashton Kutcher, que foram casados por anos e cuja relação terminou com acusações de traição – foto: Reprodução

O casamento de Moore com Kutcher foi bastante midiático, mas terminou de forma melancólica: ela o acusou de traí-la duas vezes. No entanto, ela relata que tudo são águas passadas. Moore afirma que perdoou o ex, dizendo-se grata pelo tempo que passou ao lado dele e que os dois acabaram evoluindo como pessoas nesse período.

 

Recaída no alcoolismo

Demi teve recaída na bebida logo após sofrer aborto espontâneo – Foto: Reprodução

Depois de passar 20 anos sem consumir álcool ou drogas, Moore revelou na biografia que teve uma recaída em bebida quando sofreu o aborto de Chaplin Ray, o filho que teria com Ashton Kutcher. Isso aconteceu porque ela se sentiu culpada pelo aborto que sofreu, e que demorou muito tempo para se perdoar – mesmo que o fato tenha sido espontâneo, sem que ela tivesse qualquer culpa real.

Comentários