Cenapop
FAMOSOS

“Jejum de sexo em Olimpíada é lenda”, diz Giba

Giba e sua esposa, a ex-modelo Maria Luiza Daudt
Giba e sua esposa, a ex-modelo Maria Luiza Daudt - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 05/07/2016, às 18h56 - Atualizado às 18h57

O ex-jogador de vôlei Giba revelou que não há jejum de sexo em tempos de Olimpíada. Medalhista olímpico, o atleta posou ao lado da mulher, a ex-modelo Maria Luiza Daudt, para o Paparazzo, e contou que sempre teve companhia feminina na concentração.

“Essa história de jejum de sexo pode ser proibido no futebol. Mas no vôlei nunca foi assim. Isso é lenda! Sempre viajei com mulher e até mesmo com os filhos durante a Olímpiada. Todos os atletas podiam estar com suas respectivas famílias. O Bernardinho (técnico da seleção masculina de vôlei) sempre alertou para não confundir liberdade com libertinagem. E, se souber controlar, por que tirar esse prazer? Então ficava tudo certo”, disse ele, em entrevista ao site Ego.

À publicação, Giba também falou sobre a fratura de pênis que sofreu às vésperas dos jogos de Sidney, na Austrália, em 2000.

“Foi uma tensão grande na época, principalmente por conta da proximidade com a Olimpíada e a vergonha porque eu não tinha instrução nenhuma sobre o assunto. Mas, no final, deu tudo certo. Me recuperei e fui para os Jogos de Sidney”, completou.

Comentários