Cuba Gooding Jr recebe acusação de novo crime em processo de assédio sexual

Cuba Gooding Jr recebe acusação de novo crime em processo de assédio sexual - Foto: Reprodução/Instagram

Cuba Gooding Jr recebe acusação de novo crime em processo de assédio sexual – Foto: Reprodução/Instagram

No mês de junho, Cuba Gooding Jr. foi acusado de assédio sexual e processado, batalha jurídica que ele enfrenta até o momento. Durante a movimentação do processo, o promotor de justiça de Manhattan resolveu indiciá-lo por outro crime.

As informações são do site TMZ, e diz que o ator vencedor do Oscar de Melhor Coadjuvante por Jerry Maguire – A Grande Virada, recebeu mais uma acusação no mesmo processo, mas não quis falar sobre qual seria o crime que supostamente o ator cometeu.

Gooding Jr. esteve na corte de Manhattan na manhã desta quinta (10/10). A imprensa especulou se ele estaria presente no local para passar pelo primeiro julgamento do caso de assédio sexual; no entanto, descobriu-se depois que ele foi convocado pelo promotor para informá-lo que ele estava sendo indiciado por um crime que foi adicionado ao processo original.

Não ficou claro, segundo as informações disponíveis, se a suposta vítima do novo crime tenha sido a mesma mulher que o acusou e gerou o processo que ele responde atualmente. Na época em que o caso começou a tramitar, a promotoria chegou a informar que estaria investigando um suposto crime adicional, mas não entrou em detalhes.

A acusação contra o ator começou por conta de um incidente que aconteceu no Hour Rooftop Bar e Lounge, que fica no centro de Manhattan. Segundo a acusação, o ator “apalpou” a mulher à força sem sua permissão. Ele teve um mandado de prisão expedido e se entregou três dias depois. Alegando inocência, ele foi solto sob fiança.

Na época, Gooding Jr. chegou a apresentar uma apelação para encerrar o caso. Na petição, os advogados do ator alegaram que ele supostamente teria um “estado mental distorcido”, ou seja, teria problemas com sua saúde mental. O tribunal ignorou a solicitação e deu sequência ao processo.

Em conversa com o TMZ na época, Gooding Jr. negou o assédio, afirmando que a acusação era falsa e que as câmeras instaladas no bar onde o assédio supostamente ocorreu mostrariam que ele não fez nada de errado.

“Eu confio no sistema e deixo o processo falar por si”, disse na ocasião.

Comentários