Tablóide

Wikipédia se recusa a apagar ‘selfies’ feitos por macaco

Fêmea de macaca nigra faz selfies com câmera que pegou de fotógrafo - Créditos: Wikimédia Commons O fotógrafo britânico David Slater está em pé de guerra com o

Redação Publicado em 06/08/2014, às 18h20

O fotógrafo britânico David Slater está em pé de guerra com o site Wikimedia Commons, que oferece fotos gratuitamente na internet.

Em 2011, uma fêmea da espécie macaca nigra roubou sua câmera fotográfica e tirou alguns selfies (autorretratos). As imagens foram parar no Wikimedia Commons, um site do Wikipédia, e viraram notícia em diversos jornais pelo mundo.

LEIA MAIS:Flagra mostra urso andando como se fosse humano; veja
LEIA MAIS:Assistente Bianca Leão revela o significado de suas tatuagens

David levou o caso à Justiça. Além disso, fez vários apelos ao site pedindo que as imagens sejam retiradas da página. Segundo ele, a viagem à Indonésia, onde as fotos foram feitas, custou caro, e ele não está lucrando um centavo com a divulgação das fotografias.

O site se defende dizendo que os direitos das imagens pertencem ao macaco, e não a David.

A alegação é curiosa, mas faz todo o sentido, e foi apoiada pela Justiça.

Comentários