Série

Pathy Dejesus estará em quatro séries na TV paga em 2018

Pathy Dejesus estará em quatro séries na TV paga em 2018 - Foto: Reprodução/ Instagram Aos 38 anos, Pathy Dejesus vive um dos momentos mais agitados de sua

Pathy Dejesus estará em quatro séries na TV paga em 2018 - Foto: Reprodução/ Instagram
Pathy Dejesus estará em quatro séries na TV paga em 2018 - Foto: Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 26/02/2018, às 10h48

Aos 38 anos, Pathy Dejesus vive um dos momentos mais agitados de sua carreira de atriz.

Convidada para estrelar a série Desnude, do GNT, que irá ao ar na próxima semana, ela também estará em outras três produções para a TV paga; Rua Augusta, do TNT; Rotas do Ódio, do Universal, e na série (Des)encontros, do canal Sony.

Todos eles vão ao ar no primeiro semestre de 2018. À coluna da jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Pathy falou um pouco sobre cada um deles:

“Foi muito especial participar desse projeto [Desnude, do GNT], que tinha um set de filmagens 99% feminino. Faz muita diferença olhar e ver uma mulher atrás das câmeras. Na história, minha personagem, às vésperas de se casar, fica impressionada ao descobrir que o casal que está no quarto ao lado faz sexo 24h por dia. Ela começa a repensar o noivado por causa disso”, adiantou a atriz.

Ao detalhar Nicole, sua personagem na série Rua Augusta, uma stripper que se prostitui sem o noivo saber o que faz, Pathy explicou:

“Esse trabalho foi um divisor de águas na minha carreira, um desafio muito grande. Existe uma visão machista desse universo da prostituição, de que essas mulheres merecem sofrer porque escolheram estar ali. Tentei fugir disso completamente e humanizar ao máximo a personagem. A Nicole tem uma vida fora da boate e um noivo que não sabe o que ela faz”, contou.

Com muitas cenas sensuais, a série causou preocupação na atriz:

Estado de espírito é um dos segredos da boa forma de Pathy Dejesus – Foto: Reprodução/ Instagram

“Eu não tenho mais 20 anos, né? E, além disso, contraceno com a musa Firorella [Mattheis], o que assusta. Mas, quando as cenas têm razão de ser e o trabalho é bem-feito, a preocupação toda acaba. Na hora, você nem lembra dessas questões e se entrega ao papel”, disse.

Ainda em março, a atriz aparecerá também em Rotas do Ódio, do Universal. A trama mostrará a rotina de uma Delegacia de Repressão aos Crimes Raciais e Delitos de Intolerância.

“Minha personagem é uma mãe solteira da periferia encontrada morta. Esse crime é o mistério central da temporada. Foi um trabalho muito difícil de fazer porque tive uma cena de estupro, motivado por questões de ódio racial”, adiantou.

Além dessas três atrações previstas para março, Pathy ainda faz uma ponta em (Des)encontros, prevista para maio deste ano.

À publicação, Pathy Dejesus também falou sobre boa forma, e contou que seu estado de espírito é o maior segredo para estar sempre bela:

“Não adianta nada ter o melhor dermatologista se não estivermos bem por dentro. Eu acredito muito que tentar ser uma pessoa melhor influencia no físico. É claro que não sou hipócrita de achar que não temos que cuidar do corpo. Muito pelo contrário, acredito que todo mundo tem que se exercitar. Eu mesma adoro fazer esportes, sempre fui ligada a isso. Então, como gosto muito de comer, compenso na malhação. Acho que tudo é uma questão de equilíbrio e autoconhecimento”, completou.

LEIA MAIS:

Jeuíta Barbosa fala sobre transformação de personagem
Ghost: Do Outro Lado da Vida é o rei da Sessão da Tarde
Veja a lista com os destaques de março no Netflix

Veja mais notícias de TV.

Comentários