FAMOSOS

Vitória Strada e Marcella Rica abrem o jogo sobre namoro: “É mais do que atração física”

Casal contou que se apaixonou após descobrirem que tinham muitas coisas em comum

Vitória Strada e Marcella Rica contaram como começaram a namorar
Vitória Strada e Marcella Rica contaram como começaram a namorar - Reprodução/ Instagram

Redação Publicado em 08/05/2020, às 10h54

Lindas e na flor da idade, Vitória Strada e Marcella Rica formam um dos casais mais queridos do mundo artístico e colecionam fãs nas redes sociais.

As duas assumiram o namoro em dezembro do ano passado, e contaram, em entrevista à revista Quem, que acabaram se apaixonando após descobrirem que tinham muitas coisas em comum.

“Nos conhecemos por amigos e fomos trocando assunto e percebendo quantas coisas tínhamos em comum. Fomos entendendo que não queríamos estar perto só pela atração física, mas por essa admiração e identificação, que são o que sustentam mesmo um relacionamento”, revelou Vitória Strada.

“Compartilhamos de muitas semelhanças e temos os mesmos valores de respeito, cuidado, caráter, amor ao próximo… Também tem algumas questões relacionadas ao signo. Somos indecisas e odiamos conflitos, por exemplo (risos). Mas nos entendemos! Além disso, a Vi compartilha de qualidades raríssimas de se encontrar em um ser humano e, que são muito apaixonantes. Entre elas, saber escutar o outro. Respeitamos muito isso de ouvir antes de julgar e de estar aberta a aprender ou até mesmo mudar de opinião sobre algo. É uma convivência muito saudável e boa”, completou Marcella.

Vitória Strada e Marcella Rica assumiram o namoro no ano passado - Foto: Reprodução/ Instagram

 

À publicação, Vitória explicou que não sentia necessidade de assumir o romance para o público, mas que preferiu ela mesma dar a notícia após as notícias começarem a circular pela internet.

“Nunca tinha sentido a necessidade de dividir a minha vida amorosa. Cada um tem o seu perfil, mas tanto eu quanto a Ma nunca fomos de mostrar com quem estávamos namorando antes. Continuamos pensando assim, mas quando começaram a circular notícias de que estávamos namorando, achamos que era melhor a nossa história ser contada por nós mesmas do que pelos outros e de qualquer jeito”, disse Vitória.

“A Ma já tinha tido outras relações, mas ela foi a primeira mulher por quem eu me apaixonei. Quando entendi o que estava sentindo, respeitei e me permiti viver isso porque não estava fazendo nada de errado, pensei em como poderia falar sobre isso. A Ma é atriz desde nova e já sabia lidar com essa exposição. Para mim, era a primeira vez que estava falando de um relacionamento. Me preocupei em fazer isso da forma mais natural possível”, continuou.

“Fomos provocadas a falar sobre isso porque soltaram uma matéria antes. Não tínhamos a necessidade de expor nada, mas também não queríamos viver uma mentira. Conversamos sobre a melhor forma de contar isso sem escancarar a nossa intimidade. E a Vi falou do nosso relacionamento com a maior naturalidade possível. Isso foi tão bonito”, lembrou Marcella.

Passando a quarentena juntas, as duas contaram que o isolamento social serviu para mostrar que as pessoas precisam dar mais importância ao amor.

“Não existe lado bom na quarentena, mas ela nos mostrou a importância do amor. O mundo estava vivendo sob uma cultura do hater e da intolerância com quem pensava diferente. Acho que talvez até isso tenha gerado essa situação que estamos enfrentando agora. O coronavírus tem mostrado que precisamos ter amor e o cuidado não só por nós mesmos, mas pelo outro. Ficar em casa é amar o próximo que não tem esse privilégio que temos de nos isolar”, opinou Marcella.

“A gente já estava vivendo um caos antes disso tudo acontecer. As pessoas não se escutavam. É como se o mundo tivesse entrado em um colapso para as pessoas repensarem que dinheiro não é tudo. Que a saúde e o cuidar do outro devem vir em primeiro lugar. Não é só cuidar de você mesma. Tem que olhar para o outro”, compleou Vitória.

Comentários