FAMOSOS

Thiago Fragoso diz que “dá uma choradinha” depois de bronca nos filhos: “Extremamente culpado”

Ator falou sobre cuidados com os filhos no dia-a-dia

Thiago Fragoso e os filhos, Benjamin, de 9 anos, e Martin, de 3 meses - Foto: Reprodução/Instagram
Thiago Fragoso e os filhos, Benjamin, de 9 anos, e Martin, de 3 meses - Foto: Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 05/08/2020, às 20h42

Thiago Fragoso deu uma entrevista para o perfil oficial do site Gshow no Instagram, realizada na noite desta quarta-feira (05/08). Durante o bate-papo, o ator falou sobre como tem sido a criação de seus filhos durante a pandemia do novo coronavírus.

Ele é pai de Benjamin, de 9 anos, e de Martin, que nasceu no dia 2 de maio deste ano. As duas crianças são de seu erlacionamento com a atriz Mariana Vaz.

Ao falar do caçula, ele se derreteu: “Essa noite, o Martin não dormiu bem. Fiquei do lado dele segurando a onda, e papai também não dormiu nada. A prioridade é a mamãe ter leite, então a gente divide de forma que ela possa tentar descansar o máximo possível para poder dar conta da amamentação”, relatou.

Ele também exaltou seu relacionamento com os filhos. “É importante essa parceria. Sou muito grudado com o Benjamin, e agora com o Martin é a mesma coisa. Gosto da dar banho, e no chuveiro. E uma coisa muito legal, porque estreita a relação com a criança. É um momento de afeto muito grande, um tipo de conexão que o pai pode conseguir. Posso não dar de mamar, mas posso dar banho de chuveiro quentinho”, afirmou.

Filhos na quarentena

Por causa do período de isolamento social, Thiago tem ficado mais ao lado dos filhos, mas sente falta dos parentes. “Não estou trabalhando e posso estar direto com o neném, ao mesmo tempo, a gente não tem ajuda, é quase outro mundo, uma pressão. Não tem avô, avó, tios, padrinhos... No hospital, não pode ter visitas. Entramos dois, saímos três e acabou. Não pode ter interação”, relembrou.

“Essa pandemia gera muita ansiedade, porque quando a Mari engravidou não tinha Covid-19, surgiu algo no meio do caminho e deixou a gente muito abalado pela insegurança. Aqui em casa, é todo mundo alérgico. Tem que se proteger e se cuidar”, ele prosseguiu.

Na sequência, relatou que gosta de ser pai. “Sempre falo que sou um pai vocacionado, porque eu gosto de trocar fralda, dar banho. Se o bichinho faz xixi em mim não fico revoltado, acho engraçado e está tudo certo. Tenho amor por essas atividades. Desde criança, eu tinha meus sonhos profissionais, comecei cedo com 8 anos, então queria ser bem-sucedido na minha profissão e, ao mesmo tempo, sonhava em casar e ter filho”, disse.

A chegada do primeiro filho mudou sua visão de mundo. “Depois que eu tive o Benjamin, ressignificou um monte de coisa na minha vida. Ter um filho te diz qual seu papel no mundo. Passa a ser uma função criar aquele ser humano da melhor forma, e você tem que melhorar como ser humano também”, ponderou ele.

Sobre como age sendo pai de duas crianças, o ator brincou. “Sou muito amoroso, mas também tem a função de ter que dar bronca e limites. É como você equilibra isso tudo. Sou um pai extremamente culpado. Depois da bronca, dou uma choradinha no canto”, completou.

Comentários