FAMOSOS

Scarlett Johansson protesta contra machismo em divulgação de seu novo filme: "Mulheres são subestimadas"

Scarlett Johansson ainda comentou sobre diferença salarial entre homens e mulheres

Scarlett é a protagonista no novo filme da Marvel, Viúva Negra - Foto: Reprodução / Marvel Studios
Scarlett é a protagonista no novo filme da Marvel, Viúva Negra - Foto: Reprodução / Marvel Studios

Redação Publicado em 08/07/2021, às 12h42

Com o lançamento de seu novo filme, "Viúva Negra", a protagonista do filme, Scarlett Johansson se manifestou sobre o machismo que ainda existe na indústria do entretenimento assim como em outras áreas no mercado de trabalho. Scarlett, que já possui duas indicações ao Oscar, acredita que mulheres precisam se apoiar quando enfrentam injustiças desse tipo.

“Como mulher, você tem que ser (sua própria aliada) o tempo todo, porque somos subestimadas, mal-atendidas, desvalorizadas e mal pagas. Você tem que ser sua própria aliada", declarou a atriz em uma entrevista que circulou pelo site "MSN" e o "The Independent". "Minha mãe me incutiu isso desde quando eu era muito, muito jovem, porque é claro que ela passou por isso ainda mais severamente do que eu", continuou.

A atriz de 36 anos também aprendeu sobre diferença salarial entre mulheres e homens quando era mais nova: "Mesmo quando eu era um adolescente na indústria ou uma jovem adulta, minha mãe tinha essas conversas. Tipo, 'por que ela não está recebendo da mesma forma?'"

"Fazia parte do problema sistêmico que uma mulher não pudesse ser tão lucrativa ou atrair bilheterias", continuou a atriz. "Minha mãe recusou isso e me inspirou: 'Não, você tem que lutar contra isso. Você é desejável devido ao seu trabalho e é aí que está o seu valor. Está no seu talento. Não tem nada a ver com o seu gênero e não deixe ninguém fazer você se sentir assim'. É realmente uma luta constante. Ainda estou nessa luta maldita. Todas nós estamos", completou a estrela da Marvel Studios.

Comentários