Cenapop
FAMOSOS

Rafael Cardoso revela ter desistido de morar nos EUA e comenta das quatro novelas no ar

Ator anunciou em 2018 que planejava se mudar com a mulher e os filhos e desistiu após ser assaltado no Rio

Rafael afirma que está sempre atento às oportunidades de trabalhos na emissora
Rafael afirma que está sempre atento às oportunidades de trabalhos na emissora - Reprodução/Instagram

Redação Publicado em 14/04/2021, às 07h42

O ator Rafael Cardoso, que está nas reprises de 'Império', 'Ti-ti-ti', no Vale a Pena Ver de Novo, 'A Vida da Gente' e 'Salve-se Quem Puder', disse que está sempre atento às oportunidades de trabalhos na TV Globo e revela ter desistido de se mudar para os EUA, em conversa com a colunista Patrícia Kogut

"Conforme eu ia trabalhando, ficava me perguntando: "Será que descanso a imagem?". Mas eu gosto muito do que faço. Então, as oportunidades foram surgindo, e eu não quis perder. Entendi que eu tinha que aprender e me reinventar em pouco tempo. Sempre surgiram bons personagens, eu não tinha como negar. Eu nunca disse "não"."

"Em "Império", por exemplo, eu não tinha nem terminado de gravar quando veio o convite para "Além do tempo". Eu começaria em dois meses. Todo trabalhador tem no máximo 30 dias de férias. Então, por que dizer não? E acabou que foi um enorme sucesso. Teve a mesma situação em "O outro lado do paraíso". Eu vinha de cinco novelas."

"Pedrinho (Pedro Vasconcelos, diretor) me encontrou e falou que a Elizabeth Jhin tinha feito um papel para mim em "Espelho da vida". Lá fui eu de novo. A vida é só esta. Se não aproveitar, não pode lamentar depois", contou. Rafael garante que não é crítico em relação aos antigos papéis que já interpretou. "Eu fui aprendendo ao longo do tempo a não ser assim. Fico bem tranquilo, pois fiz o melhor que pude em cada momento. Estive comprometido com os trabalhos."

"Lógico que hoje, com a maturidade, faria várias coisas diferentes. Naquele momento era o que eu podia fazer. Eu assisto e fico feliz. Não sofro". Ele ainda afirmou que tem um projeto novo na Globo para o ano que vem, mas decide não entrar em detalhes. "Estou à disposição para trabalhar. A pandemia já me deu a oportunidade de passar bastante tempo com minha família. Foi um respiro, embora não tenha vindo de uma forma boa. Agora, o físico já está descansado". O período que passou com a família foi recompensador, ele afirma. Atualmente casado com a influenciadora Mariana Bridi, os dois são pais de Aurora e Valentim.

"Foi bom acompanhar o desenvolvimento dos meus filhos. Eles estão passando por uma coisa única, enfrentando uma pandemia muito jovens, e vão contar essa história depois. A gente faz de tudo para que não seja uma história traumática, apesar de ter tanta gente morrendo. No início, Aurora ficou muito assustada, chorando pra caramba. A gente se assustou também. Foi um momento em que tivemos que lidar com os nossos medos e com os deles. E com inseguranças também."

"Então, foi ótimo estar presente nisso, vendo cada medo, cada pedacinho do pensamento deles. Ter dois já está bom. Se for para vir outro, vamos adotar. Tem tanta criança precisando de família. Se sentirmos necessidade, vamos adotar". Mariana refrequentemente compartilha as rotinas em casa e chegou a desabafar sobre críticas em relação à sua aparência e que não se encaixa em um perfil que o público acha ser o de uma 'mulher de galã', segundo ela. "Quando a opinião alheia não é construtiva, nem me apego. A internet virou um espaço onde todo mundo dá sua opinião, muitas vezes sem embasamento. Não julgo nem condeno ninguém. Se a pessoa tem essa opinião, que pena."

"Não vou ficar perdendo tempo com isso", diz ele ao afirmar não se importar em ser considerado galã. "É um lugar onde eu realmente acabei entrando, um lugar que foi criado, uma imagem construída pelos outros. Essa é só uma das facetas que compõem a minha estrada. Não me incomodo com isso". O ator anunciou em 2018 que planejava se mudar com a mulher e os filhos e desistiu após ser assaltado violentamente no Rio e que não pensa mais em deixar o país. "Na época, pensei: 'Não é esse mundo que eu quero. Vou fazer meu pé-de-meia e vou embora'. Foi uma fatalidade. Quando falei isso, estava influenciado pelo medo. Hoje, não é que a gente não pense em passar um tempo fora, mas não é o momento."

"Tem muita coisa para fazer aqui. O medo passou e estamos tranquilos quanto a isso", completou. 

Comentários