FAMOSOS

Jane Campion critica ator que detonou "Ataque dos Cães": "Ele não é um caubói"

Jane Campion se pronunciou sobre declarações de Sam Elliot, que criticou "Ataque dos Cães"

Jane Campion dirige Benedict Cumberbatch em "Ataque dos Cães"; filme é criticado por Sam Elliott - Foto: Reprodução / Netflix
Jane Campion dirige Benedict Cumberbatch em "Ataque dos Cães"; filme é criticado por Sam Elliott - Foto: Reprodução / Netflix

Redação Publicado em 14/03/2022, às 10h38 - Atualizado às 10h48

"Ataque dos Cães", filme da Netflix que se tornou o favorito a levar o Oscar de Melhor Filme na cerimônia deste ano, vem causando reações diversas: enquanto a maioria da crítica especializada e do público vem louvando o trabalho, também surgiram algumas ponderações a respeito da obra -- a mais famosa delas veio do ator Sam Elliott, que chamou o longa-metragem de "pedaço de merd*" por sua representação dos caubóis.

A diretora do filme, Jane Campion (que fez história no Oscar ao conseguir sua segunda indicação ao prêmio de Direção), respondeu às críticas de Elliott no red carpet do Directors Guild of America Awards, no qual também saiu vencedora e consolidou seu favoritismo na mesma categoria no Oscar.

Ao ser questionada pela "Variety" a respeito das declarações do ator indicado ao Oscar por "Nasce Uma Estrela" (2018), Campion foi enfática. “Desculpe, ele estava sendo um pouco B-I-T-C-H (expressão usada contra mulheres, mas que quando se refere a homens, indica covardia). Lamento dizer, ele não é um caubói; ele é um ator”, alfinetou.

"E o Oeste (norte-americano, onde o filme se passa) é um espaço mítico e há muito espaço no campo. E, você sabe, eu acho que é um pouco sexista", ponderou a diretora neozelandense.

Entenda o caso

Em um podcast há duas semanas, Sam Elliott comentou sobre "Ataque dos Cães" e criticou fortemente o filme, que discute a masculinidade tóxica no Oeste norte-americano. O ator chamou o trabalho de "pedaço de merd*".

Elliott não gostou de “todas essas alusões à homossexualidade ao longo da porr* do filme”, apesar de chamar a diretora Jane Campion de "brilhante", mas ressaltou: “O que diabos essa mulher lá de baixo, da Nova Zelândia, sabe sobre o oeste americano?”. Ele ainda criticou a produção por filmar a história na terra natal de Campion, e não nas regiões onde a história originalmente se passa.

Pouco depois, o astro do filme, Benedict Cumberbatch, rebateu às críticas de Elliot durante participação no BAFTA's Filme Sessions. Ele defendeu seu personagem, Phil Burbank, e ressaltou a importância da exploração da masculinidade: "Estou me esforçando muito para não dizer nada sobre uma reação muito estranha que aconteceu outro dia em um podcast aqui", começou o astro de "Doutor Estranho".

"Sem querer 'mexer nas cinzas' disso, alguém realmente se ofendeu. Eu não ouvi a fala dele, então é injusto eu comentar em detalhes sobre isso. Sobre o Oeste Americano ser retratado dessa maneira". Cumberbatch ainda aproveitou para falar da importância do protagonista. "Pessoas como ele ainda existem em nosso mundo. Seja na nossa porta ou na estrada. Pode ser alguém que conhecemos em um bar ou num campo esportivo."

Benedict prosseguiu: "Há uma agressão, uma raiva, uma frustração e uma incapacidade de controlar ou de conhecer quem você é naquele momento, causando danos a essa pessoa – e, como sabemos, também causa danos aos que estão ao seu redor".

"Ataque dos Cães" é o filme mais premiado da temporada: venceu o BAFTA, o Critics Choice Awards, o Directors Guild of America Awards e o Globo de Ouro. Além disso, está indicado em 12 categorias no Oscar.

Comentários