FAMOSOS

Antônia Fontenelle aparece com boca tapada em vídeo após ser proibida de mencionar Luciana Gimenez

Em processo sobre entrevista com Jorge Kajuru, Antonia reagiu à divulgação de liminar

Jorge Kajuru chamou Gimenez de "mulher de programa" no canal de Antônia
Jorge Kajuru chamou Gimenez de "mulher de programa" no canal de Antônia - Foto/Reprodução

Redação Publicado em 14/05/2021, às 08h46

A apresentadora Antônia Fontenelle surgiu com a boca tapada em um novo vídeo em seu canal do Youtube ao reagir à divulgação da liminar que a proíbe de mencionar o nome de Luciana Gimenez por conta de uma ação judicial. 

Foi no canal da apresentadora que o senador Jorge Kajuru chamou Luciana de "mulher de programa". Depois de processar o político e divulgar uma carta aberta para falar sobre os ataques que recebeu, a apresentadora voltou-se contra a ex-mulher de Marcos Paulo. O processo tramita sob o número 1003538-0720218260011, no Foro Regional de Pinheiros, da Comarca de São Paulo, SP.

Na transmissão realizada em seu canal, Antônia começou a live com uma fita adesiva em sua boca e depois a removeu, comentando sobre o caso: "Gente, estou aqui olhando os comentários de vocês. Vinte minutos de silêncio, é estranho, né. Mas não me preocupa com quem pede essa censura, a quem lhe convém."

 

"Me preocupa a quem chancela este pedido, me preocupa é o juíz ou uma juíza que chancela o pedido de uma comunicadora não citar o nome de uma outra comunicadora."

Ela prosseguiu e dise: "Quem quem pediu não é minha preocupação, até porque nem me interessa ficar falando e nunca nem falei e ainda injustamente pediu para que eu não falasse". Ela ainda aproveitou para fazer um desabafo: "Sabe quem e quando alguém vai me calar? Nunca, nunca. Sabe quando alguém, seja lá quem for, vai me esculachar? Nunca! Tô pra ver, tô pra ver."

Nesta manhã, em uma nota publicada ao O Globo, o colunista Ancelmo Goes afirma que a decisão aconteceu pelo comentário feito pelo senador no vídeo de Antônia. Na ação, Gimenez pede que Fontenelle seja condenada a indenizá-la por danos morais, em um valor superior a R$ 10 mil. A justificativa dada é de que a youtuber foi "omissa como entrevistadora", ao ver os ataques de Kajuru e não tomar atitude.

Comentários